Você está pronto para ser um perdedor?

Quem tem medo de errar?

Luide
Luide
6 de março de 2019

Lembro que ao completar 30 anos fiz um comentário bem humorado sobre essa fixação de nos tornarmos milionários antes de completarmos as três primeiras décadas de vida. Sabe-se lá quem saiu com essa ideia, porém, os novos bilionários do Vale do Silício, os empreendedores de tecnologia, certamente contribuíram para que isso seja uma meta maluca na vida de muito adolescente. Enfim, lá estava eu falando a respeito de ter chego a essa idade sem estar milionário e alguém comentou: “mas garanto que 1 milhão você gastou“. Aquilo me desarmou. Realmente não sei a quantia de dinheiro que gastei na minha vida, mas por algum tempo me peguei pensando nessa remota possibilidade de ter gasto mais do que ganho e pior: como seriam meus próximos anos se isso fosse verdade.

Sai do interior em 2011 para vir tentar a vida em São Paulo. Sou um desses underdogs que aprendem as coisas na marra, na vivência. Não tenho estudos, cursos e nem o inglês domino. Faço diariamente o que gosto, o que me da muito trabalho, e por enquanto consigo me sustentar. Mas não há um só dia que não me pego pensando: e se em breve tudo desmoronar e eu passar a ser parte do time dos perdedores?

Todo mundo que conheço teme o fracasso. Um medo desproporcional que nos faz agir de acordo com sua intensidade. Dedicar décadas da vida em um trabalho desgastante, mas estável? É a opção. Estudar aquilo que o mercado atualmente diz ser o correto e não aquilo que sonhamos? Normal. Casar e ter filhos para não se transformar o tio/tia solteiro/a? É preciso. O problema não chega a ser falhar para nós mesmos, mas sim, falharmos diante dos outros. É vergonhoso admitirmos que estávamos errados ou que aquilo o qual tanto lutamos não foi a melhor opção.

É como se a vida fosse curta demais para permitir erros e nós frágeis demais para suportá-los. As vezes acordo durante a noite e penso se quando o dia clarear estarei dando o meu melhor e lutando para que a próxima noite de sono seja mais tranquila. Bobagem, nunca é e nunca será. Afinal de contas, a batalha é contra o fracasso. Uma luta sem fim.

Estreou na Netflix Losers, uma série que conta a história de perdedores. Ou quase isso. O primeiro episódio é sobre o ex-boxeador e Campeão dos Pesos-Pesados Michael Bentt, que após um nocaute, conseguiu dar a volta por cima. E após dar a volta por cima… veio um outro nocaute. Ele perdeu. Perdeu no esporte onde o segundo, terceiro e último colocado estão na mesma linha da vergonha. Michael precisou perder para se reencontrar, já com idade suficiente para tomar decisões maduras e não se importar com terceiros. De boxeador se tornou ator, diretor, escritor, coach de atores. Sem o medo do fracasso se tornou um homem livre.

Liberdade. A falta dela é que me tira o sono. E irá continuar. Será que o medo de errar me sufoca? Será que o fracasso é tão difícil assim de ser encarado? Talvez não seja, mas prefiro não descobrir. Amanhã preciso estar em pé novamente para trabalhar.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 20/05/2019

  • Luide

O velório da televisão

  • 15/05/2019

  • Luide

Terror em Chernobyl

  • 13/05/2019

  • Luide

Pra mim não tinha nada de óbvio na “Daenerys louca”