Uma declaração de amor a The Affair

Pra alguns um novelão, pra mim, uma obra belíssima sobre amor, paixão, vida adulta e relacionamentos

Luide
Luide
25 de novembro de 2015
 

Quando jovem passei várias madrugadas conectado a 50,6 Kbps (gloriosa internet discada) garimpando na internet bandas undergrounds de death metal, grindcore e blá blá. Gostava de ser o garoto da turma que conhecia bandas que ninguém conhecida. Gostava de ouvir o que ninguém ouvia. Aquilo me dava uma sensação de que eu era diferente, que nenhum dos meus amigos tinha um gosto tão exótico quanto o meu. Coisa de moleque, claro.

Se por um lado essa necessidade de buscar coisas novas era algo da minha natureza e me deixava feliz, por outro, eu simplesmente não tinha com quem comentar o novo álbum de bandas que adorava. Ninguém pra dividir a experiência, pra falar dos bons momentos, das letras. Nada. E isso é tão sem graça. Se isolar é ruim, dividir sentimentos faz parte da vida e nós aprendemos isso desde crianças.

Quando o Amigos do Fórum passou a adotar essa filosofia de compartilhar experiências que uma série de tv proporciona, acabei criando um grupo de leitores que assim como eu o Luide adolescente, estão afim de conhecer coisas novas. Mas diferente do Luide adolescente, eles querem ter com quem conversar sobre o que estão descobrindo. Ver, se emocionar, compartilhar, conversar, debater. É tão bom quando você convence aquele amigo a assistir uma série que você ama e ele volta todo apaixonado pra contar…

Porém, de todas as séries que apresento aqui, uma aparentemente continua passando em branco. Poucos, realmente poucos, dedicam seu tempo a vê-la. O nome dessa série é The Affair. E eu sou tremendamente apaixonado por ela.

A série da Showtime está em seu segundo ano e é provavelmente a mais humana em exibição na tv hoje em dia. Há quem chame The Affair de “novelão”. Poxa, se toda novela tivesse a qualidade de The Affair, Os Dez Mandamentos ganharia Emmy de Melhor Drama. Mas confesso que The Affair lembra em muito os dramas de uma novela, mas a maturidade com que ela narra tramas comuns como traição, família e relacionamentos é tamanho que é impossível compará-la a qualquer obra da Globo ou tv mexicana.

Humana. É assim que coloco The Affair. As situações apresentadas ali, as dores dos personagens, seus momentos de felicidade, de raiva ou tristeza são tão humanos que fica palpável. Você consegue assimilar o que eles estão sentindo, assim, a empatia é certa. A narrativa que conduz The Affair, dividindo a série em até quatro pontos de vista, ajuda ainda mais a entendermos o que essas pessoas sentem. E isso é tão bonito…

Não existem personagens irreais, momentos de “explodir cabeças” ou cenas pqparíveis. É uma série calma, no seu próprio tempo, que fala sobre relacionamentos e suas consequências, fala sobre o egoísmo do ser humano. Mas também fala sobre nossa fragilidade, sobre amor, sobre abandono, traumas, distância. Fala sobre sentimentos tão comuns que você certamente via se apaixonar por Alison, ou por Helen, ou pelo Cole ou pelo Noah, nossos quatro protagonistas.

The Affair está entre meus dramas favoritos hoje na tv, mas é a que mais mexe comigo. Em alguns episódios eles conseguem transmitir o que o personagem sente de uma maneira tão verossímil que fica até difícil segurar a emoção. Da vontade entrar dentro da tv e oferecer um abraço, uma palavra de carinho. Que vai ficar tudo bem.

Pra mim que passo grande parte do meu dia indicando séries e também recebendo indicações dos leitores do Amigos do Fórum é quase inacreditável que The Affair não seja uma das séries mais assistidas para fãs do gênero. Eu já estou pra jogar a toalha, me conformar que não terei com quem dividir essa experiência, assim como o Luide adolescente não tinha. Mas deixo aqui essa declaração de amor a obra de Hagai Levi e Sarah Treem, minha declaração de amor a The Affair.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 15/04/2019

  • Luide

Game Of Thrones retorna para fazer o que nenhuma outra série conseguiu

  • 10/04/2019

  • Luide

E quando alguém que amamos vai embora?

  • 01/04/2019

  • Luide

E tem gente que não vai assistir a Game Of Thrones…