True Detective merece uma terceira chance

Nova temporada começa em 2019 com o espírito que consagrou a série.

Luide
Luide
27 de agosto de 2018

A HBO aproveitou o episódio final de Sharp Objects para anunciar sua programação para 2019. Um catálogo pomposo que nenhum outro canal ou serviço de streaming tem, mostrando sua superioridade quando o assunto são séries. Game Of Thrones, The Deuce, Veep entrou sucessos, mas um nome chamou a atenção: é True Detective, que após uma pausa de três anos, finalmente ganhou uma nova temporada.

Quando o escritor Nic Pizzolatto e o diretor Cary Fukunaga uniram seus talentos em 2014, nasceu True Detective e sua primeira e já clássica temporada. A história que envolvia mistério e elementos sobrenaturais foi sucesso absoluto e obviamente garantiu um segundo ano. Dessa vez sem o envolvimento de Fukunaga, parte fundamental da qualidade absurda da primeira temporada. O resultado foram opiniões divergentes e baixa audiência. E o futuro ficou incerto para True Detective.

A HBO, que sempre valorizou seus showrunners, não queria perder Nic Pizzolatto e o autor ficou na emissora desenvolvendo “outros projetos”, mas não deu outra. True Detective volta em 2019 e a julgar pelo trailer, com a mesma vibe do primeiro ano. Linhas temporais diferentes, mistérios e um detetive obcecado. Outra coincidência está no protagonista, um ator em ascensão e com reconhecimento suficiente para trazer pra si a responsabilidade de colocar True Detective onde ela merece: no topo das melhores séries.

Mahershala Ali é Wayne Harris, um detetive preso em um caso que se estende por décadas. A série será ambientada em Ozarks, região montanhosa dos EUA. True Detective retorna em janeiro de 2019.

Ela merecia uma terceira chance.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 31/07/2019

  • Luide

The Boys e a piada em que estamos inseridos

  • 29/07/2019

  • Luide

“Aquele vídeo do Seiya tá bombando na internet”

  • 26/07/2019

  • Luide

Não veja a série: se você tem saudade de Watchmen, é só tirar o gibi da prateleira e reler