True Detective entendeu do que a internet gosta

E trouxe isso para sua terceira temporada.

Luide
Luide
29 de janeiro de 2019

Em determinado momento do episódio The Big Never (S03E03), a jornalista mostra ao aposentado detetive Wayne Hays um site especulativo sobre o caso em Ozarks. É a internet fazendo o seu papel de teorizar e teorizar a respeito de assuntos que não lhe cabem. Em seu terceiro ano, True Detective entende a si mesmo como um produto em alta, onde crimes não solucionados se tornam entretenimento e se diverte com isso. Mas em um tom sério, claro.

Por mais que séries criminais nunca tenham saído de moda, sucessos estrondosos do podcast Serial e do documentário Making A Murderer, criaram uma nova corrida em busca da nova obra que promete colocar holofotes em um crime não solucionado (ou se solucionado envolto em muitas dúvidas). Canais de TV e serviços de streaming saem no soco pra conseguir os direitos de um provável novo fenômeno.

E True Detective embarca nessa onda, onde o próprio protagonista da série também é o entrevistado para um documentário sobre o caso que investigou 17 anos atrás. Esse entretenimento macabro que nós tanto gostamos é o tema do vídeo da semana.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 07/11/2018

  • Luide

Desligue a Netflix e coloque o fone de ouvido: a melhor série da atualidade é um podcast

  • 06/11/2018

  • Luide

Talvez você ainda queira sentir algo

  • 24/10/2018

  • Luide

Marvel e Netflix: as pessoas estão de saco cheio