Que entrevista, que entrevistador e que entrevistado!

David Letterman está de volta.

Luide
Luide
3 de junho de 2019

David Letterman. Ninguém menos que David Letterman. 72 anos de idade, 30 só como apresentador de talk shows. Uma lenda da televisão que ninguém ousaria duvidar da sua capacidade como entrevistador ou condutor de uma conversa. É esse cara que admite estar nervoso logo no início do episódio que abre a segunda temporada do excelente My Next Guest Needs No Introduction. Seu convidado da noite é Kanye West, rapper, produtor, empresário e recentemente o polemista favorito dos portais e redes sociais.

Letterman está tenso e fica difícil imaginar o que leva alguém de seu calibre a admitir estar se sentindo assim diante de algo rotineiro. Talvez porque Kanye é puro improviso e também imprevisível. É difícil até mesmo para alguém acostumado a conduzir uma conversa saber até onde a cabeça de Kanye pode ir. E de fato é exatamente isso que acontece. O rapper chega um tanto quieto, desconfiado e responde as primeiras perguntas de maneira curta, como se não estivesse tão a vontade assim naquele ambiente.

Até que todos temas que ultimamente vem acompanhando sua carreira surgem e bom… é ai que a conversa fica boa. Kanye West não é alguém que raciocina e verbaliza de forma comum. Na maioria das vezes suas frases são um entrelaçado de ideias que fica difícil acompanhar e até mesmo concordar. Sem que Letterman queira, Kanye fala sobre coisas como Trump e o movimento #MeToo. É bastante compensador para mim, enquanto fã de ambos, ver um confronto de opiniões e não apenas conversa de madre. Letterman com toda sua experiência retruca Kanye diversas vezes e o próprio rapper se dá por convencido em alguns momentos. É isso que se espera de uma entrevista, conversa ou sabe-se lá que.

Mas Kanye West quer ser livre. Sua maior obsessão depois de si mesmo é a liberdade. O tempo todo ele fala sobre isso. Ser livre na arte, no pensar e em executar. “Adoro pessoas sendo a versão máxima de seu caráter. Adoro pessoas sendo elas mesmas” é a frase mais marcante dessa entrevista. É disso que a vida se trata para Kanye: liberdade para ser quem você quer e da melhor forma possível. Por fim e não menos importante (aliás, o mais importante aqui): a música. Letterman foi presenciar o Sunday Service, experimento de Kanye que mistura um clima de cultos religiosos e suas canções. O próprio Letterman admite que gostaria de estar ali juntamente com sua família.

A música que encerra a entrevista é Ghost Town, do álbum ye. Sensacional. Que entrevista, que entrevistador e que entrevistado. David Letterman está de volta a Netflix.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 09/03/2018

  • Luide

SBT é a resistência da programação infantil na TV aberta

  • 01/03/2018

  • Luide

A Netflix quer que você arrume tempo para suas 700 produções originais em 2018

  • 26/02/2018

  • Luide

Deus Salve o Rei: novela da Globo terá seus dias de Game Of Thrones