Qual o preço em dar voz aos idiotas?

A Terra é Plana, novo documentário da Netflix, mostra que de "malucos" esses idiotas não tem nada.

Luide
Luide
14 de fevereiro de 2019

É tanto perfil com avatar de anime, político e cantores de k-pop, que fica difícil diferenciar o que é sério ou apenas ironia na internet. Você não sabe se aquela pessoa fala sério quando diz acreditar que professores ensinam crianças a se beijar em sala de aula ou que vacinar seu filho irá causar autismo. Os malucos sempre existiram, o problema é que agora eles tem seguidores. Quer dizer, de maluco eles não tem nada, chega até ser ofensivo com pessoas que sofrem com algum problema mental, a maioria está bem ciente do que estão fazendo. São verdadeiros oportunistas que ganharam palco.

Me recuso a acreditar que esse tipo de gente milita com tanta paixão por alguns absurdos apenas por acreditar que aquilo é o melhor para a humanidade. Nada me tira da cabeça que existe um plano por trás disso tudo, aquela motivação que move todo mundo, que nos tira da cama todas as manhãs: dinheiro. Mas aparentemente estou errado, alguns idiotas são apenas isso: idiotas.

A Terra É Plana é o novo documentário da Netflix que vai em busca de pessoas que de fato acreditam nessa “teoria”. Aquela em que nós somos enganados por uma conspiração a nível global (ops), com pessoas poderosas controlando nossa mente e nos fazendo crer que o formato da Terra é redondo, quando nitidamente ele é plano. A onda que tomou conta de canais no Youtube, sites, fóruns e perfis em redes sociais, agora finalmente ganha a plataforma do maior serviço de streaming.

Daniel J. Clark, diretor do filme, admite que a Terra é redonda, mas sua intenção com o filme não é trazer “evidência” sobre o formato do planeta, mas sim expor quem são as pessoas que de fato creem nisso com todas as forças e se colocam nessa missão de mostrar aquilo que nos escondem. No princípio, A Terra É Plana seria um documentário sobre esses supostos malucos, mas Clark admite surpresa ao descobrir que eles são pessoas normais que de fato levam o tema muito a sério.

Assista ao trailer:

A grande questão que nos perguntamos no filme é “por que eles acreditam nisso”?” disse o diretor. Teorias da Conspiração não são novidades recentes, acontecem o tempo todo desde sempre. Um exemplo não tão antigo é o ataque de 11 de Setembro, que até hoje desperta a imaginação daqueles que não tem muito o que fazer. Mas a pergunta que fica é: porque pessoas sérias precisam vir a público esclarecer que a Terra é redonda?

Marcos Pontes, o novo ministro da Ciência e Tecnologia, teve que responder essa pergunta estúpida logo que assumiu o cargo. “Sinto um nó no estômago quando ouço que a Terra é plana” disse ele em entrevista. 2019… pergunta sobre o formato da Terra… para um Ministro que foi ASTRONAUTA. Será que não estamos indo longe demais? No começo era engraçado, agora se torna preocupante. Tudo bem que duvidar do formato do planeta não muda absolutamente nada, mas quando esses idiotas chegam ao poder, qual a consequência em dar tanta importância para o que eles pensam?

São questões do mundo moderno, onde youtuber que falta em aula de história vira deputado e teórico da conspiração controla a educação do país.

Já que deram voz aos idiotas, não custa assistir esse documentário.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 26/01/2017

  • Luide

Vencedor do Oscar, “O.J.: Made In America” é maior que a história de um ex-atleta

  • 24/01/2017

  • Luide

O garotinho autista que aprendeu a se comunicar graças aos desenhos Disney

  • 23/01/2017

  • Luide

Jason Momoa e um olhar sobre a vida, filhos e viver para sempre