Por que ninguém assiste as séries boas da Netflix?

E já que você "não é todo mundo", aproveita essas dicas

Luide
Luide
28 de abril de 2017

Cara Gente Branca começou provocando já em seu teaser, que gerou um número altíssimo de negativações no Youtube, promessas de cancelamento de assinatura, hashtags e blá, blá, blá, todo aquele desespero vindo de pessoas que passam metade do dia reclamando que “o mundo está chato” e “tudo é mimimi“. Depois veio o trailer mostrando que talvez estivéssemos próximos de uma comédia sofisticada como é Atlanta (se eu pudesse editar minha lista de Melhores Séries de 2016, Atlanta estaria entre as três primeiras), e portanto, ganhou minha atenção e voto de confiança.

Mas infelizmente Capítulo I, o episódio que abre Cara Gente Branca, expõe um didatismo monótono, com um roteiro recheado de frases prontas e jargões da internet. É claro que existe muita verdade ali indiferente da maneira como a mensagem é dita, mas é preciso lembrar que Cara Gente Branca é uma série, e como tal, precisa ser boa, não ser fácil. É uma pena.

Mas Cara Gente Branca, assim como 13 Reasons Why, é o tipo de obra que atinge em cheio um público mais exaltado por aquilo que gosta, e que geralmente é obsessivo em suas paixões. Ou seja: vai fazer barulho. E talvez levante debates sobre racismo e outras questões importantes que precisam ser faladas, mas no fim, a série em si tem seus problemas, assim como 13 Reasons Why. E isso é um ponto para a Netflix. O que mais se vê são séries medianas ganhando multidões, em alguns casos não raros, é possível observar um movimento um tanto estranho: aqueles que “não gostam tanto assim” dedicando seu tempo a ver 10, 13 episódios de uma série do serviço de streaming.

Uma dedicação que outros canais não conseguem trazer pra si, afinal, a Netflix também é amada como marca. A pessoa não assiste a uma “série“, mas sim a uma “série Netlflix“. E como já expliquei por aqui, ter uma variedade de conteúdo é bom para o serviço, e é óbvio que muita coisa ruim acabe saindo. Não é um problema, o que realmente incomoda é ver que as produções realmente boas, ótimas e excelentes da Netflix passam batido.

House Of Cards, Stranger Things e Orange Is The New Black são conhecidas, mas existem outras que merecem sua atenção. O detalhe: todas são documentais. Aqui vai uma listinha básica pra você sair da mesmice e parar de postar no facebook coisa como “estou indo pro nono episódio de X série, quando melhora?“.

SPOILER: não melhora.

Cooked é pra mudar seu relacionamento com a comida, e consequentemente, sua vida. Valores importantes que foram se perdendo em paralelo a industrialização dos alimentos.

São apenas 4 episódios. Assista aqui.

Chef’s Table é minha série original favorita da Netflix, e de dentro da cozinha de renomados chefs, fala sobre tradição, família, história e costumes. É poética.

São três temporadas e um especial dedicado a França. Assista aqui.

Abstract: The Art of Design é uma série sobre criativos e criadores. De fotógrafos a design de tênis, temos aqui uma ótima inspiração para quem trabalha com arte ou desing.

São 8 episódios. Assista aqui.

Five Came Back conta o que aconteceu quando 4 grandes diretores de Hollywood foram convocados para mostrar a Segunda Guerra Mundial. É essencial.

Novíssima, acabou de sair do forno e é um dos grandes lançamentos do ano. 4 episódios. Assista aqui.

Bom entretenimento.

 

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 12/08/2019

  • Luide

A Netflix está criando porcarias para anunciar porcarias

  • 11/07/2019

  • Luide

Aziz Ansari tem razão

  • 03/07/2019

  • Luide

O que mais a Netflix quer?