Podcast é lugar de mesa redonda de homens nerds? Não mais!

Lista de Melhores do Ano da Apple mostra que o jogou virou. E muito.

Luide
Luide
4 de dezembro de 2018

Homens conversando com outros homens para que outros homens ouçam. O tema? O universo masculino e suas urgências. Assim foi o podcast no Brasil durante boa parte de sua existência, até que chegou 2018, o “ano do podcast” e enterrou de vez essa maldição. O que antes era um Clube do Bolinha Nerd para debater blockbusters e nostalgia, agora é um espaço multicultural, que emana diversidade e reforça o espaço democrático que sempre aspirou ser.

Anualmente a Apple divulga sua lista de Melhores do Ano, que não necessariamente são os programas mais baixados. É uma espécie de curadoria de podcasts com maior destaque e importância, e que busca refletir o que exatamente foi o ano que passou. A grande novidade em 2018 é que a lista coloca a mídia sobre uma nova perspectiva: mulheres no comando (o no mínimo na bancada) dos principais programas.

Um Milshake Chamado Wanda, Maria vai com as outras, Mamilos, Imagina Juntas e Foro de Teresina. Todos eles são frentes de representatividade LGBTQ+ ou feminina. Um avanço dentro da mídia que só ganha com isso, afinal de contas, enquanto podcast for tratado como “mídia de nicho” ou “programas nerds“, não iremos avançar e chegar nos ouvidos de todo mundo. E como em podcast não existe algoritmo safado como no Youtube, as chances desse novo público se espalhar por outros programas é gigantesca.

Todo mundo ganha com diversidade. Até o podcast nerd de cultura pop.


E se você duvida da importância dessa lista da Apple, é só ver os números da PodPesquisa 2018 feita pela ABPod em parceria com a CBN. Apenas 15% do público entrevistado é do sexo feminino. Quinze. Das duas uma: ou mulheres não se interessam por podcast ou os programas conhecidos não se importavam com esse público. Eu prefiro acreditar no segundo.

O poder pra mudar essa estatística está na referência e influência de quem está no topo. Quantos homens podcasters que você conhece que se inspiraram no Nerdcast pra lançar seus programas? Bom, agora é o Mamilos influenciar uma legião de mulheres a criar o seu programa. Ou de fazer um “papo de bar” ao estilo Imagina Juntas. É só o começo da mudança.

A lista completa dos destaques de 2018 pode ser vista no iTunes ou no aplicativo de podcast da Apple. É difícil identificar um padrão na categoria dos programas mais baixados: existe uma variedade enorme de temas ali, porém, é possível identificar uma tendência pra 2019 e que, caso eu tivesse tempo, faria sem medo de errar: podcasts diários. Outra barreira que precisa ser quebrada, mas dessa vez em relação a formatos.

Se 2018 foi bom, imagina 2019. Que outras barreiras sejam destruídas.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!