Podcast documental No Coração do Mundo é a melhor série de 2016 (até agora)

No Coração do Mundo do Projeto Humanos é um podcast documental que você precisa conhecer. E ouvir

Luide
Luide
30 de março de 2016

No dia 13 de novembro de 2015 eu estava no ônibus voltando pra casa quando soube dos ataques ocorridos em Paris. Abri o twitter e basicamente duas frentes tomavam conta da timeline: a que sentia pelas vítimas e os que cobravam uma resposta do ocidente para o autointitulado Estado Islâmico, grupo terrorista com suas próprias definições do islamismo. É complicado para um leigo separar o homem da religião, e a resposta automática é culpar o Islã e todos os muçulmanos pelas mortes em Paris.

É essa reação imediata e sem ponderamento que atrapalha a visão e nos faz enxergar apenas a superfície de algo muito mais complexo. E é na cultura pop que muitas vezes uma pequena luz nos convida a debater certos preconceitos, ideias, e porque não, praticar o autoconhecimento. Séries como Black Mirror, Mr. Robot e Making A Murderer não são simplesmente entretenimento, são tantas camadas a serem observadas que é impossível ficar apático quando sobem os créditos.

E nesse sentido, nada em 2016 conseguiu me fisgar mais do que a série documental No Coração do Mundo do Projeto Humanos, um podcast brasileiro. Comandada por Ivan Mizanzuk, a segunda temporada (iniciada em março desse ano) tem como objetivo entender o Islã além dos debates acalorados das redes sociais e manchetes de jornais, mas tudo feito através perspectiva de anônimos e suas histórias pessoais.

E é justamente esse toque pessoal que torna os temas de No Coração do Mundo mais fáceis de serem entendidos. Desde o uso do véu até mesmo a questão da Jihad, a série passeia depoimentos de pessoas comuns, que vivem o islâmismo em seu dia-dia, a jornalistas e estudiosos.

É interessante ouvir o outro lado pela voz de quem realmente vive o outro lado. O abismo cultural é suavizado pelo toque humano, com uma edição é bastante fluída, deixando que o entrevistado exponha seu ponto de vista com bastante clareza. Nos primeiros episódios tudo é contato através da perspectiva de Paula Zahra, muçulmana de Curitiba, que foi notícia após sofrer ataques nas ruas da cidade.

O papel da mulher dentro da religião, as escolas do islamismo, a sharia (a Lei Islâmica) e suas diferentes interpretações, a sociedade em geral. Tudo debatido através das histórias e cicatrizes de Paula.

Mas é justamente no S02E04 que No Coração do Mundo surpreende e cede espaço para o brasileiro Francesco Tessitore, membro do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, os Marines. Uma mudança de narrativa bastante interessante, já que até aquele momento tínhamos apenas relatos de pessoas que sofrem indiretamente pelos erros de determinados grupos, mas agora é a vez de alguém que vivenciou o 11 de setembro e a chamada Guerra ao Terror.

No Coração do Mundo vai aos poucos pontuando temas importantes envolvendo o terrorismo, guerras, preconceitos e islamismo. E tudo isso feito através de áudio, mas mesmo assim da pra se dizer que No Coração do Mundo é melhor série que consumi em 2016, deixando pra trás até mesmo a ótima quarta temporada de House Of Cards. Apesar de podcast ser uma mídia pouco reconhecida por aqui, vale fechar os olhos e ouvir com o coração essas histórias.

É Homeland sem a ficção (e sem a Carrie, infelizmente).

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 19/06/2018

  • Luide

Agora vai ter app nativo de podcast em celulares Android (2018: o ano do podcast?)

  • 26/05/2018

  • Luide

Podcast ou Youtube? Onde estão os melhores criadores de conteúdo?

  • 07/05/2018

  • Luide

Agora até a Netflix tem um podcast (sério que você ainda não ouve podcast?)