Netflix vai produzir seu próprio cinema Bollywood e animes

Empresa investirá 5 bilhões em produções originais em 2016

Luide
Luide
4 de novembro de 2015
 

Com mais de 60 milhões de assinantes e presença em mais de 50 países, o Netlflix já deixou de ser, há muito, um simples aplicativo cool pra assistir séries e filmes. Acompanhar a evolução do serviço e o impacto dele na indústria como um todo é uma das maravilhas da nossa geração, que está assistindo a uma revolução não televisionada, mas através do streaming.

Com medidas que mostram que sua intenção é ser conhecido pelo seu conteúdo original e não de terceiros, aos poucos o Netflix começa a espalhar seus tentáculos ao redor do mundo, afinal, não só de House Of Cards e séries da Marvel ela poderá agarrar esse planetinha. E agora eles voltam os olhos para produções do outro lado do globo.

Apesar de constar no catálogo como “original”, Knights of Sidonia é apenas distribuído pelo Netflix

O que você precisa entender é o que o Netflix não tem um estúdio onde as coisas acontecem. Ele financia o projeto ou compra os direitos de exibição, um exemplo é Better Call Saul, que como você sabe, é produção da AMC. Assim o Netflix vai aos poucos construindo um catálogo recheado de diferentes produções, que podem e devem agradar a assinantes de países com culturas distintas. Agora é a vez de mirar nos animes e o glorioso Bollywood.

Em recente entrevista ao The New York Times, Reed Hastings, CEO da empresa, revelou quais são os próximos passos. A partir de 2016 o Netflix vai investir nada mais do que cerca de 5 bilhões de dólares em novos conteúdos, principalmente no cinema original. Mas uma fatia dessa quantia absurda vai diretamente para animes e o cinema indiano.

É incrível a visão do Netflix. Criar um catálogo tão farto e diversificado é certeiro para a empresa ter influência global, assim conseguindo cada vez mais chegar em novos países. É fato que séries como Narcos já ajuda nessa internacionalização e em breve com 3%, a primeira série brasileira do Netflix, poderemos medir o impacto que esse tipo de estratégia gera em assinaturas.

De fato o Netflix não entrou no jogo pra seguir regras. Ele entrou pra quebrá-las, uma por uma, e criar novas. Azar de quem não segui-las daqui pra frente.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 12/08/2019

  • Luide

A Netflix está criando porcarias para anunciar porcarias

  • 11/07/2019

  • Luide

Aziz Ansari tem razão

  • 03/07/2019

  • Luide

O que mais a Netflix quer?