A Netflix se apoderou de Breaking Bad. E com razão

Quer ver Breaking Bad? Tem na Netflix!

Luide
Luide
12 de setembro de 2019

Se você lê esse site, certamente já assistiu ou no mínimo ouviu falar de Breaking Bad. Caso já tenha visto, duvido que seja parte do grupo de fãs que acompanhou a série desde sua estreia. E está tudo bem. Certamente seu primeiro contato com Walter White aconteceu por volta de 2011, ano em que a série estava em sua quarta temporada. Foi quando eu descobri, antes disso, só havia visto umas imagens aqui e ali, mas nunca tinha despertado minha curiosidade.

Mas essa descoberta atrasada aconteceu pelo simples motivo de Breaking Bad desembarcar no Brasil pela Netflix, que ainda engatinhava por aqui, e já chegando do jeito que em pouco tempo se tornaria o novo padrão de consumo: temporadas completas disponíveis para serem vistas em maratona. Praticamente todos os fãs que conheço assistiram assim, através de maratona. Um episódio atrás do outro, já que se tratava de um roteiro totalmente viciante.

Entra ano, sai ano, e a fama de Breaking Bad finalmente rompe aquele público mais nichado e ganha o mundo pop. Em sua última temporada se torna a série da vez, com todo mundo acompanhando de forma obsessiva o desfecho daquela história. Em comum, todos aqueles fãs (ou a extrema maioria) tinham o lugar onde assistiram a série: a Netflix. Era fácil e custava pouco.

Existe uma linha que separada Breaking Bad e ela é “antes e depois da série ser disponibilizada na Netflix“. O boom causado por isso foi tamanho que o próprio presidente da AMC creditou parte do sucesso da série ao serviço de streaming. Começava a ali uma relação que um ano depois da season finale daria vida a Better Call Saul. Estava claro que Breaking Bad estaria pra sempre associava a Netflix.

Better Call Saul é sim uma série original AMC, mas antes mesmo de estrear, já existia um acordo de distribuição com o serviço de streaming. Basicamente um “a gente cria, vocês fazem as pessoas assistirem“. A coisa pende tanto pra Netflix que a filial brasileira da AMC não tem nenhuma das séries em seu catálogo. É tudo da “original Netflix”. E o que faltava pra coroar de vez esse apoderamento de Breaking Bad chega agora em outubro: El Camino.

A desnecessária continuação de Breaking Bad desejada por um total de 0 pessoas fará sua estreia no dia 11 de outubro. Um produto exclusivo Netflix. É como se a HBO abrisse mão de Sopranos e David Chase estreasse um spin-off da série pela Amazon. São coisas difíceis de entender, mas que pra Netflix é um baita golaço. O motivo é simples: ela não tem clássico.

Quando se trata de dramas, o único que um dia pode alcançar esse status é Mindhunter, mas convenhamos que apesar de um boa série, está longe de alcançar um nível de Mad Men, The Wire e etc. Com Breaking Bad praticamente se tornando um filho adotivo, é a oportunidade da Netflix fidelizar um público que não abre mão de rever a série e também de atrair futuros fãs.

Quer ver Breaking Bad?
Tem na Netflix.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 02/09/2019

  • Luide

O sonho ficou mais acessível

  • 28/08/2019

  • Luide

O macho no divã

  • 19/08/2019

  • Luide

Tão boa que nem parece Netflix