A Netflix quer que você arrume tempo para suas 700 produções originais em 2018

Te vira e arrume tempo.

Luide
Luide
1 de março de 2018

O que começou de forma modesta em 2012 com Lilyhammer, ganhou força com House Of Cards e dava sinais de um futuro promissor com as séries Marvel, se tornou um rolo compressor que não para mais de investir em produções originais. A Netflix não está interessada se você tem tempo sobrando pra fazer maratona, da seus pulos, pois esse ano o serviço de streaming pretende lançar cerca de 700 produções originais divididas entre séries, filmes, documentários e especiais até o fim do ano.

O recado é pra quem veio de conversinha dizendo que iria cancelar a assinatura depois da limpa em março.Cancela agora, c#são” teria dito a Netflix.

Com um orçamento de US$ 8 bilhões, os planos da Netflix é dividir sua atenção com produções locais e não concentrar tudo nos EUA. Um exemplo recente comentado aqui no Amigos do Fórum é seu investimento pesado em animes, mas não só isso, quem ganha com isso são produções menores em países como Brasil (3%, O Mecanismo). Essa ideia de tornar o catálogo global não é nova, e a empresa vem investindo pesado nos últimos anos para que isso se torne realidade.

“As pessoas não se importam de onde vêm as histórias. Nosso foco é ter o melhor conteúdo, mas não precisamos necessariamente cria-lo”. Palavras de David Wells, chefe financeiro da Netflix, confirmando essa vontade. Com esse tanto de produto original chegando, também é preciso investir em marketing para que as pessoas se lembrem de assistir. Sendo assim, US$ 2 bilhões serão destinados a propaganda, para que sempre que você entre no Youtube tenha algum trailer no pre-roll.

Se dessas 700 produções vai surgir algo tão bom quando Master Of None ou Chef’s Table é difícil dizer. Mas pro cidadão viciado em maratonas, que não perdeu tempo e foi lá conferir a nova série do momento, qualidade mesmo tanto faz. O negócio e ter o que assistir. No país onde é proibido comer arroz em rodízio de carne pra poder “caber mais churrasco”, esse lance de “fazer valer a assinatura” faz todo sentido.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 26/10/2018

  • Luide

HBO Go no Brasil censura episódio de John Oliver sobre Jair Bolsonaro

  • 01/10/2018

  • Luide

Achou que não existiam motivos para ficar acordado após o almoço de domingo?

  • 04/09/2018

  • Luide

Marcelo Adnet e o arriscado humor político