Não se esqueça: existe um lado bom na internet

Quando um desconhecido surge para ajudar uma desconhecida.

Luide
Luide
7 de janeiro de 2019

Em algum momento de um passado não muito distante, vivíamos uma era romântica na internet. Um ambiente onde tudo era descoberta, troca, informação e um universo de possibilidades. Você conhecia pessoas de outros estados, participava de discussões em fóruns e comunidades e até arrumava um “web namorado”. De repente o negócio virou do avesso. Hoje em dia é praticamente impossível evitar que estranhos e fakes se intrometam na sua vida ou deem opiniões que ninguém pediu.

É claro que ao expor o mínimo possível de nossa vida particular oferece algum risco. Mas mesmo assim não deveríamos nos sentir acoados ou culpados de postar algo porque algum moleque com avatar do Trump no twitter nos ofendeu (ou tentou). De toda forma, esse atrito que as redes sociais promovem, colocando um contra o outro, dividindo tudo e todos (desde questões políticas até fãs de videogames) faz com que cada vez mais aquele romantismo que um dia tomou conta da internet desapareça.

E em 2018 foi tenso.

Até o mais calmo e isento internauta se viu em um mar de chorume e brigas. Ofendendo e sendo ofendido. A única razão de logar no facebook era pra discutir. Foi um ano inesquecível pra alguns, mas pra se esquecer pra outros. E no meio de tanto ódio disfarçado de zuera, de tanto deboche gratuito, esquecemos que sim, existem boas pessoas e elas ainda estão por aí, dispostas a fazer algo que pra elas é simples, mas pode mudar a vida de alguém. Pode mudar a vida de um garotinho autista.

Uma conversa entre uma mãe desesperada e um cara de bom coração tomou conta das redes sociais nesses primeiros dias de 2019, mostrando que talvez de pra ser diferente. A Netflix, como de costume, fez uma limpa em seu catálogo, algo que acontece todo começo de mês. Mas dessa vez um filme em especial deu adeus: Procurando Nemo. E pra quem ele era especial? Pra um garotinho autista, que encontrou ali seu filme favorito dentro de um padrão que se repetia diariamente.

Eis que enquanto muita gente se ofendia em outros lugares, ali, naquela caixa de comentários, um desconhecido surgiu para ajudar uma desconhecida:




Existe um lado bom nisso aqui.
Existe sim.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 09/05/2018

  • Luide

Quer entender o impacto de This Is America? Veja essas pessoas reagindo ao clipe

  • 07/05/2018

  • Luide

Algumas interpretações para This is America, o novo clipe de Childish Gambino

  • 06/05/2018

  • Luide

Quando uma criança te considera um super herói, você se torna um super herói