Quando você abre os olhos, o Sistema não pode mais se esconder

Elliot acordou. E agora?

Luide
Luide
24 de junho de 2016

MR. ROBOT S01E01: Tarde mais, você está acordado. Olha ao seu redor e começar a perceber a realidade terrível que sua vida se encontra. Seu dia é dominado por um sem números de marcas diferentes, o tempo todo algum aparelho eletrônico encontra-se ligado, sua rotina é dominada por compromissos. Sua aparência foi moldada por terceiros. Seus gostos não são seus, aquilo que você consome é determinado pelo número de curtidas. De pessoas que você nunca viu. Quanto mais likes, mais você compra, quanto menos, você descarta. Apaga.

Abre a janela. Não reconhece seus vizinhos. Seu carro é lindo, mas não está pago. Você está endividado durante anos. Esse aparelho na sua mão custou 3 mil reais, mas você usa dois ou três aplicativos. Aplicativos para falar com pessoas estranhas sobre seu dia, sobre seu almoço, sobre sua posição política. Você usa esse aparelho de 3 mil reais pra fazer vídeos verticais diários, mas raramente para ligar para sua família.

Espera. Você tem família. Essa pessoa ao seu lado no sofá olhando fixamente para outro celular de 3 mil reais é sua família. Esposa? Filho? Mãe? Você não se lembra. Afinal, estava dormindo, durante anos, décadas, dormindo. Em coma. Mas agora está acordado. E eu preciso te dar um nome e o que vou te contar é ultra secreto. Uma conspiração que vai além de todos. De pessoas invisíveis, os 1% que estão no topo dos 1% e brincam de deus. Bem vindo a Mr. Robot.

Elliot, então, abriu os olhos. Foi quando seu pai foi vítima do Sistema. Pagou com a vida sua dedicação de anos a um conglomerado. Seu pai está morto, o conglomerado mais rico do que nunca. Afinal, a mão de obra de seu pai era apenas um produto, que foi quebrado, e pago. Uma indenização aqui, outra ali. Meus pêsames.

Naquele dia o pequeno Elliot acordou e passou a enxergar o Sistema. Desde então não vive mais um sonho. Ele vive a mais poderosa definição de pesadelo. Calhou dele ser um hacker, apenas isso. Mr. Robot não é sobre linhas de códigos que ninguém entende passando pela tela. Mr. Robot é sobre estar acordado.

F#CK SOCIETY!

Ao acordar Elliot percebe que o mundo pós apocalíptico que a cultura pop pintou, não é tão ficção assim. O mundo é dominado por empresas, por especulações, por publicidade, por dinheiro. Agora ele precisa acordar outras pessoas. Mas como ele faria isso? É só uma pessoa? Como destruir o 1% que está no topo do 1%?

Elliot sabe que não pode se levantar contra o Sistema, afinal, o próprio Sistema já encontrou um meio de engolir e transformar esse discurso em produto. Se ele esbravejar contra tudo que está aí, será apenas conhecido como o cara que diz tudo que os outros gostariam de ouvir. O cara que fala a verdade. O cara que não tem medo. Ganha um canal no youtube, no máximo. Mas não é isso que Elliot quer. Não.

Ele precisa atacar, fazer o Sistema sangrar. Dinheiro! Isso, o dinheiro.

Dinheiro não tem sido real desde a época do ouro. Tornou-se virtual. Software. O sistema operacional do nosso mundo” – Mr. Robot

Agora ele sabe onde atacar. Ele sabe onde irá ferir. Esse é o problema de estar acordado, você enxerga perfeitamente o desenho das coisas, quem mente, quem diz a verdade. Entende que até o bem foi transformado em produto. Droga, Elliot queria voltar a dormir, mas é tarde demais. Amanheceu.

Você está na mente de Elliot. Bem vindo a Mr. Robot.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 21/02/2019

  • Luide

A sombra da sua própria obsessão

  • 06/02/2019

  • Luide

Um problema para Trotsky lidar

  • 29/01/2019

  • Luide

True Detective entendeu do que a internet gosta