X


Mr. Robot: sua rotina define quem você é

Espetacular retorno da série mostra que Sam Esmail quer Mr. Robot a sua imagem e semelhança

Por Luide
18 de julho de 2016

Existe um mercado dedicado a te convencer que sua rotina é terrível. A ideia de que felicidade e liberdade estão atreladas a viajar e conhecer o mundo, ou trocar de relacionamento como quem troca de roupa é a única maneira de não cair no tédio da existência. Filhos? Vão te prender pra sempre em uma espiral de preocupações. Rotina é horrível e você precisa evitar! Afinal, feliz mesmo é aquele gostosão do instagram que viaja o mundo com dezenas de mulheres ao seu redor. Ou aquela youtuber que vai pra Disney três vezes ao ano.

A rotina em si não é o problema, mas sim os elementos que a compõe. Já tive uma rotina terrível, acordava uma da tarde, comia alguma porcaria e passava o dia na frente do computador. Como trabalho com internet, era quase inevitável ver o dia amanhecer e se esconder na frente de uma tela ligada. Mas agora com a minha filha fazendo parte da minha rotina, foi preciso reestruturá-la.

Acordo de manhã e fico com ela, enquanto a mamãe descansa. Tomo café, limpo a casa, vou para a academia e cozinho. São momentos de alegria e puro prazer. Rotina boa é aquela que te faz bem. Se algo está te cansando, te fazendo infeliz, não é porque você repete as mesmas coisas todo dia. Mas sim porque você não encontrou o círculo perfeito de sua vida.

Elliot precisou procurar ajuda na rotina para voltar a ser dono de si mesmo. Com a mente completamente em pedaços no final da primeira temporada, ele precisava se recompor e descobrir quem realmente é. Assim, fazendo as mesmas coisas sistematicamente todos os dias, Elliot pode voltar a ser quem era antes de acordar para o Sistema. A mensagem de Sam Esmail é clara: quanto mais vivemos nossas vidas de maneira religiosa e nos escondendo através da rotina, menos problemas causamos para o Sistema.

É por isso que até mesmo o ativismo político acaba sendo engolido por partidos. Ninguém quer que você seja engajado, o ideal é permanecer catatônico, repetindo as mesmas coisas. Em silêncio.

E é disso que Elliot vai atrás. Ele não consegue mais lidar com o peso de sua dupla jornada. O homem que resolveu ferir a E. Corp carrega uma responsabilidade gigantesca, então a melhor maneira de lidar com isso é voltando a dormir. Que aqui nada mais é do que se entregando a rotina. Acordar, trabalhar, dormir. Acordar, trabalhar, dormir.

eps2.0_unm4sk-pt1.tc / eps2.0_unm4sk-pt2.tc (S02E01/S02E02)

Mr. Robot voltou completamente surtada nesse segundo ano. É a mão de Sam Esmail, criador, roteirista e agora diretor único. Ele resolveu ter mais controle de sua obra, e com sua direção o episódio duplo de estréia foi um verdadeiro espetáculo de som e imagens. Sam Esmail preza pelas pequenas mensagens.

O destaque para a apresentação da advogada da E. Corp Susan Jacobs. Dentro de sua casa inteligente ela protagonizou um verdadeiro curta metragem de terror. Espetacular a tensão criada por Esmail.

Se seguir nesse ritmo, é quase certo que teremos uma segunda temporada completamente diferente da primeira, e se levarmos em conta esse episódio duplo, tem tudo para ser ainda melhor. Séries de tv são o que seus criadores são. E se Sam Esmail resolveu tocar praticamente tudo sozinho, pode ter certeza que agora sim vamos mergulhar de vez dentro da mente de Elliot.

Um espetacular retorno, nada além do que eu esperava de Mr. Robot. Agora sim minha rotina está completa.