Luther e as problemáticas séries de “casos da semana”

Série britânica até que é boa, bonita, mas peca ao criar situações extremas e personagens semanalmente descartáveis

Luide
Luide
20 de março de 2015
 

Tenho um certo problema com séries que tratam seus espectadores como pessoas que não possuem mais do que dois ou três neurônios. Séries que abusam das repetições de roteiros, desenvolvimento raso de personagens e a batida fórmula de criar super gênios problemáticos que perseguem super gênios do crime.

E praticamente todas as séries com a pegada “casos da semana” possuem esse problema. Diferente de obras que levam até cinco temporadas para levar o protagonista do ponto A para B, esse tipo de série fatia seus personagens, colocando eles em situações absurdas a cada episódio. E uma que, infelizmente, acaba caindo nesse poço de preguiça é “Luther“.

Luther” é uma série da BBC inglesa que mostra a vida e obra do detetive John Luther, que assim como todos protagonistas de séries policiais, é dotado de uma capacidade única de desvendar casos, situações e leitura de criminosos. Luther é vivido por Idris Elba, um excelente ator que, francamente, se não fosse por ele, dificilmente a série ganharia notoriedade.

Luther se assemelha a toda a gama de personagens geniais com seus problemas de personalidade ou pessoal, como Sherlock, HouseCal Lightman e etc. Mesmo que o próprio criador da série tenha admitido que Luther é uma versão século XXI do famoso detetive britânico, a série soa pouca criativa. Por outro lado “Luther” possue uma fotografia muito peculiar, e atuações como de Idris Elba e Ruth Wilson, dão a ela um certo tom de originalidade.

A belíssima fotografia e esses dois cidadãos ai, conseguem dar um diferencial a “Luther

É claro que existem momentos interessantes e pode ter certeza que eu jamais dedicaria um post pra “falar mal” de Luther. Como hoje em dia tudo é 8 ou 80, algumas pessoas sensíveis acham que se você gosta de algo, é proibido apontar os defeitos. E se eu aponto esses defeitos de Luther, esteja certo de que a série tem um enorme potencial desperdiçado.

Meu problema com os chamados “casos da semana” é justamente a preguiça em focar no que realmente importa: seus personagens. Ao se dedicar em criar assassinos obsessivos, maníacos sexuais, serial killers ultra espertos TODA.SANTA.SEMANA. a série poderia muito bem focar em John Luther, um personagem totalmente perturbado com trabalho e suas consequências. Mas ao deixar isso de lado, Luther acaba ficando no básico e não mostra nada do que já foi visto.

Luther” merece sim vários elogios, mas todos eles deveriam ser direcionados ao excelente Idris Elba, um cara que realmente sabe o que está fazendo. A série britânica irá ganhar um remake americano e Elba está entre os produtores. Duvido que mude algo, a fórmula batida é sucesso, todo mundo gosta de ser surpreendido semanalmente sobre óh, quem será o assassino dessa vez? Bom, melhor ligar para o Luther.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 26/07/2019

  • Luide

Não veja a série: se você tem saudade de Watchmen, é só tirar o gibi da prateleira e reler

  • 16/07/2019

  • Luide

Um podcast que virou série, uma série que é muito boa

  • 18/06/2019

  • Luide

Acabou, mas ninguém ficou sabendo