How i Met Your Mother e o mito do relacionamento perfeito

Ted Mosby e a Matrix dos relacionamentos

Luide
Luide
9 de junho de 2016

No episódio Double Date (S05E02), Ted desiste de tentar uma conciliação com uma ficante (qual o termo pra ficante os jovens hoje em dia usam?) pois ele aceita que seus “defeitos” são parte de sua personalidade, ou seja, ele só será plenamente feliz em um relacionamento quando encontrar alguém que trate essas particularidades como algo positivo. Esse é o maior problema de Ted Mosby: a fixação pelo relacionamento perfeito.

Existem várias noções erradas do que é o amor e a mais famosa é a visão romântica. O amor não precisa de romance pois ele por si só é perfeito. Diferente de todos os outros sentimentos, o amor é pleno, absoluto. Não existe doses de amor ou amor pela metade. Mas somos seres humanos fadados ao erro, e ao longo de nossa vida emulamos em nossa cabeça versões utópicas do amor.

O amor romântico exige a perfeição para acontecer, e isso torna pessoas como nosso amigo Ted Mosby em verdadeiros obcecados. Ted está o tempo todo buscando sua alma gêmea, a mulher perfeita, a sua Vênus. Como Ted até hoje não experimentou o verdeiro amor, ele acredita que bobagens como notar um erro no cardápio irá dificulta-lo de encontrar tal sentimento.

Mas Ted é apenas uma vítima dessa “Matrix dos relacionamentos“. Os filmes mostram casais felizes se beijando na chuva, novelas mostram o jantar perfeito a luz de velas, a publicidade vende o relacionamento perfeito, tão perfeito quanto uma caixa de chocolates. E como se não bastasse, o século XXI traz a exposição das redes sociais. A necessidade de mostrar aos outros o quanto você é feliz, cria não apenas camadas de filtros, mas de mentiras.

Nos tornamos escravos da perfeição. O relacionamento precisa ser perfeito e as pessoas precisam ter inveja do quanto você e sua amada se dão bem. É preciso que o instagram esteja recheado de momentos a dois felizes, poses milimetricamente pensadas. O amor é entretenimento, consumo. Passamos a acompanhar casais, a idolatra-los, a torcer para que fiquem juntos. Isso é o amor romântico, e é disso que Ted precisa se desprender para alcançar a felicidade.

A desconstrução do amor é algo que acontece quando começamos a atingir a maturidade, um dos estágios mais importantes da nossa transição para a vida adulta. E é por isso que How i Met Your Mother é a série perfeita para quem está próximo dos 30 anos. A maturidade é tema frequente.

Mesmo que Ted ainda tenha essa visão equivocada de amor, suas experiência desastrosas vão cultivando a maturidade, pouco a pouco, bloco por bloco. Quando Ted Mosby perceber que suas piadas ruins de nada irão importar em um relacionamento, aí sim ele irá entender o que é amor.

 

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 26/07/2019

  • Luide

Não veja a série: se você tem saudade de Watchmen, é só tirar o gibi da prateleira e reler

  • 16/07/2019

  • Luide

Um podcast que virou série, uma série que é muito boa

  • 18/06/2019

  • Luide

Acabou, mas ninguém ficou sabendo