E se você pudesse ouvir os dois lados de uma história?

The Affair, série que tenho um carinho imenso, chegou a Netflix

Luide
Luide
16 de setembro de 2016

Associar sentimentos negativos a relacionamentos duradouros é bastante comum. Tédio, apatia, prisão, rotina são exemplos. A ideia de que um casamento feliz é algo ultrapassado é tão forte, que muitos adultos se recusam a manter relacionamentos. É quase uma fobia do amor. Os motivos são vários, mas para alguns, viver para algo que não esteja ligado a retorno financeiro ou prazer carnal é assustador. Como assim, o amor não é como o Gregório descreveu?

The Affair é uma série dramática do Showtime que basicamente fala sobre amor. Na verdade, ela parece falar de vários assuntos ao mesmo tempo, só que em resumo, é sobre esse sentimento que você tanto teme. Relacionamentos, paixões, sexo, família, filhos, sogros, pais. É um mix de tudo que um adulto maduro irá viver em algum momento da vida. Ou não, caso você seja desses eternos solteirões (o que não é um problema).

É claro que por falar de um assunto bastante clichê, que na maioria das vezes é explorada de forma simplória, The Affair afasta a maioria dos curiosos. Lembre-se que os dramas modernos funcionam como Cavalo de Troia: oferece um tema bastante chamativo (máfia, clube de motoqueiros, congresso americano) e entrega outros mais complexos. Mas não é o caso de The Affair. A série conta a história de um escritor casado vivendo uma crise de meia idade, e que durante uma viagem acaba se envolvendo com uma garçonete mais jovem e atraente.

O diferencial de The Affair (e o que pra mim vale mais que qualquer Cavalo de Troia) é a maneira que escolheu para narrar essa história de amor (ou paixão) de um homem casado com uma mulher jovem cheia de cicatrizes da vida. Todo episódio é dividido em duas partes, onde cada qual narra a história pelo ponto de vista de Noah (o homem casado) e Alison (a garçonete). A ideia é mostrar o básico. As diferentes versões para as mesmas histórias.

Por vezes explícita, mas na maioria bastante sutil, as mudanças entre os pontos de vista é fascinante e escancara as diferentes maneiras que não apenas a sociedade encara a traição de um homem e de uma mulher, como também como o próprio casal se enxerga. Noah é um pai de família e escritor fracassado. Casado com Helen, uma mulher que nasceu e cresceu em berço de ouro, ele se vê pressionado a escrever um novo livro enquanto vive sob a pressão do sogro, também escritor, porém um best seller.

Noah é o típico homem frustrado como ponto inicial para uma história (já abordado aqui). O “bem sucedido” é uma sombra que o persegue, e por não alcançar esse tal sucesso, Noah passa a culpar aquilo que tem de mais sagrado: seu casamento e sua família. Assim, ao viajar, acaba se encantando com Alison. Em sua versão da história, a garçonete é uma jovem atirada, jogando seu charme sedutor sobre o pobre Noah. É justamente aí que The Affair começa a ficar interessante.

 The Affair (2014)

Onde: Netflix

Ao inverter o ponto de vista, passamos a conhecer melhor essa tal garçonete. Alison é uma jovem que passou pelo inferno na Terra. Perdeu o filho em um afogamento, seu casamento desde então vive uma crise, a mãe é uma maluca que nunca lhe deu suporte e a família do marido é controladora e envolvida em negócios ilegais.

É talvez a série mais humana que conheço. É simples, não tem grandes revelações, plots ou momentos que sua cabeça explode. The Affair vai então contando temas simples de nossas vidas enquanto muda as visões de seus protagonistas. A primeira temporada chegou ao Netflix e é sua chance de assistir aos ótimos dez episódios.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 19/08/2019

  • Luide

Tão boa que nem parece Netflix

  • 31/07/2019

  • Luide

The Boys e a piada em que estamos inseridos

  • 29/07/2019

  • Luide

“Aquele vídeo do Seiya tá bombando na internet”