E quando falarem de 2014, qual filme você irá se lembrar?

Já que o ano está acabando, vamos falar sobre os grandes filmes de 2014?

Luide
Luide
19 de dezembro de 2014
 

Saio de 2014 satisfeito com o que vi nos cinemas. Quando o relógio marcar 23:59 do dia 31 de dezembro, passarei a me lembrar com carinho de um ano bem divertido e cheio de surpresas. Alguns deles inclusive, se tornam um marco e entram de vez pra história da cultura pop. Não querendo fazer uma lista dos Melhores Filmes de 2014 (até porque essa lista sai na semana que vem), mas apenas relembrando e dando uma geral em 2014 no que se refere a cinema.

Antes de continuar, de play no Awesome Mix Vol. 1 

2014 foi um ano de testes, remakes, reboots e super heróis. Já de começo, foi a vez de um dos personagens mais icônicos da cultura pop ganhar nova roupagem, dessa vez pelas mãos do diretor brasileiro José Padilha. “Robocop” estreou e talvez seja um dos filmes que mais dividiu opiniões nesse glorioso ano. É claro que manter o espírito do filme de 87 era uma missão impossível, mas Padilha fez um trabalho justo, mas como disse no review, na era dos smartphones que se tornam antiquados a cada ano, seria difícil até mesmo para o Robocop se manter no imaginário dessa nova geração.


Apresentar um personagem a novas gerações… foi nesse embalo que muitos filmes chegaram em 2014. De um lado, o divertíssimo “Tartarugas Ninja“, que com uma excelente tecnologia de captura de movimentos conseguiu dar vida as tartarutas mais robustas que já se viu. É um filme despretensioso que faz rir e entrega a diversão necessária. Nas mãos da Nickelodeon as Tartarugas voltaram mais uma vez as prateleiras de lojas de brinquedos. E se esgotaram rápido também.

Já outros clássicos morreram na praia ao tentar se apresentar ao um novo público. “Cavaleiros do Zodíaco – A Lenda do Santuário” é um verdadeiro insulto a obra de Kurumada. O filme foi ousado ao tentar contar a história das 12 Casas do Zodíaco em cerca de 2hrs, mas falhou miseralvemente ao criar uma história genérica, sem respeito algum aos fãs antigos e ainda por cima, não mostrar nada de novo pra molecada. Foi, de fato, a maior decepção do ano.

Agora quando se trata em respeito as origens, dois filmes cumpriram seu papel: “Godzilla” e “Planeta dos Macacos – O Confroto“. Se o pobre Godzilla aparece por quase 8 minutos durante o filme todo é um detalhe que jamais iremos perdoar, mas o filme conseguiu agradar boa parte do público, principalmente pela aparência do monstro. Já “Planeta dos Macacos” é simplesmente uma das melhores coisas do cinema esse ano, um filmes fantástico que coloca muitas cartas na mesa para se discutir.

Planeta dos Macacos: O Confronto“: Será que algum dia Andy Serkis será indicado ao Oscar?

César foi um herói no ano dos super heróis. Nada mais, nada menos que SEIS adaptações. Se o Espetacular Homem Aranha não foi tão espetacular quanto os fãs queriam, e Bryan Singer resolveu todos os furos dos X-Men com uma viagem no tempo, nas mãos da Marvel dois filmes entram de vez em qualquer lista de Melhores do Ano. O poderoso Capitão América 2 e simplesmente o filme mais incrível de 2014: Os Guardiões da Galáxia.

Enquanto Capitão América dava um novo tom aos filmes do estúdio, mais sério, do outro lado, o guaxinim com um trabuco no ombro de uma árvore falante mostrava que uma comédia de super heróis é muito bem vinda. “Guardiões da Galáxia” deixou pra trás até mesmo o Cabeça de Teia em bilheteria. Um dos tiros mais certos da Marvel, que irá permitir que novos personagens desconhecidos do grande público ganhem seus filmes.

O filme de 2014, aceitem

Em 2014 também tivemos os guerreiros bíblicos, viagens de Nolan e uma espetacular Garota Exemplar. Nos despedimos da Terra Média e ouvimos o outro lado de certas histórias. Foi um bom ano para se ter um balde de pipoca como companheiro. Viva a sétima arte e porque não, viva os blockbusters que tanto nos divertem. Que 2015 seja lembrando por muito, muito mais!

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 07/02/2019

  • Luide

Quem quer viver pra sempre?

  • 23/01/2019

  • Luide

É óbvio que Pantera Negra deveria ganhar o Oscar

  • 21/01/2019

  • Luide

Nós sofremos