Como o retorno de Westworld expõe ainda mais a superioridade da HBO quando o assunto é série

De super produções a dramas bem elaborados: a HBO segue imbatível duas décadas depois de mudar a televisão.

Luide
Luide
23 de abril de 2018

Hoje em dia é fácil listar um número alto de séries bem produzidas, com elenco de primeira e muito dinheiro envolvido. Mas a vida não era assim na década de 90. Até então a televisão era uma grande fabricante de “enlatados”, com raros exemplos bem sucedidos (Twin Peaks, Arquivo X) que saiam do padrão de obras medíocres. Mas foi nessa época que um canal estava prestes a mudar tudo. Era a HBO, que resolveu investir pesado no conceito de canal premium e com The Sopranos mostrou o que era possível fazer no formato de seriado.

Abocanhando prêmios e dando vidas a séries que até hoje se mantém no topo das melhores em todos os tempos, a HBO fez por merecer o título que ela se deu: “Isso não é televisão“. O assinante da HBO sabia que seu dinheiro estava sendo bem investido. Nos últimos 20 anos, saíram dali coisas como The Wire, Six Feet Under, Roma, Band Of Brothers, Game Of Thrones e Westworld. É difícil algum outro canal que tenha feito tanta coisa espetacular em tão pouco tempo.

Com a estreia da segunda temporada de Westworld fica claro que apesar dos esforços de outros canais, a HBO ainda está em um patamar acima, seja na forma como essas mega produções são realizadas ou simplesmente na qualidade dramática: The Deuce de 2017 é um clássico exemplo do tipo de série que SÓ na HBO teria vida. Isso só prova que sua estratégia segue sendo uma das mais eficazes. Ao invés de investir dinheiro em dezenas de produções, o canal se foca em algumas poucas e consegue dar a devida atenção a cada uma delas.

Westworld, por exemplo, estará no treding da internet pelas próximas 10 semanas. Qual série da Netflix consegue esse feito? Dá pra contar nos dedos (eu diria que só Stranger Things conseguiu isso até hoje). É por isso que temos aqui dois opostos na produção de séries. Enquanto a Netflix parece apostar na quantidade, a HBO vai pela qualidade. Usando novamente The Deuce como exemplo, ela sozinha é melhor que todas as séries já feitas pela Netflix. Todas.

E mesmo se o assunto for dinheiro investido, na HBO parece que ele dá mais resultados. Westworld é um primor de produção, figurino, locações, efeitos visuais. Se a trama não empolga o espectador, o espetáculo acaba convencendo. Citar Game Of Thrones seria até covardia. Enquanto isso, séries como The Walking Dead e Altered Carbon, mesmo com um orçamento relevante, passam longe da qualidade das citadas.

Por fim, a HBO ainda é a casa dos grandes nomes da televisão. David Simon, criador de The Wire e The Deuce, está escrevendo para a emissora desde 2000. O mesmo para Alan Ball. Com um time desses, é natural que a HBO seja a recordista de Emmys da história e mantenha uma audiência relevante até hoje. Com Westworld não será diferente. O alto custo da produção aliado a uma história repleta de tramas paralelas e plot twists, só faz sentido de ser acompanhada no formato tradicional dos seriados e só ganharia vida em um canal como a HBO.

Mas e na retarguarda, quem ameaça o posto da HBO como a melhor produtora de séries? A AMC em algum momento superou com Mad Men e Breaking Bad, mas hoje, o que esperar de uma emissora cujo principal produto é The Walking Dead? Quem vem se mostrando um grande celeiro de ideias é o FX, que por uma incrível coincidência, nasceu como a intenção de ser uma nova HBO, tanto que sua primeira série original, The Shield, buscou inspiração em Sopranos.

Donald Glover e Atlanta: o FX é hoje o canal com a melhor série em exibição na TV

Algumas produções do FX que se destacam: The AmericansFargo, Legion, American Crime Story, Better Things e aquela que pra mim é a melhor série em atividade: Atlanta. Mas o FX ainda precisa de um Sopranos pra se provar de vez, mas não duvido que esse momento chegue logo.

Enquanto isso, vamos nos preparar para comentar ao longo de 10 semanas Westworld. Mais uma vitória da HBO.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 21/02/2019

  • Luide

A sombra da sua própria obsessão

  • 06/02/2019

  • Luide

Um problema para Trotsky lidar

  • 29/01/2019

  • Luide

True Detective entendeu do que a internet gosta