A Comic Con perdeu a graça pra você?

Trailers, fotos, anúncios... nada disso empolga mais.

Luide
Luide
23 de julho de 2018

O ano era 2013 e Batman V Superman era anunciado na San Diego Comic Con de uma forma incrível. Naquele mesmo ano Man Of Steel dava início ao Universo DC nos cinemas e quando o símbolo do Batman surge logo atrás do símbolo do Superman, a gritaria no Hall H parecia estar dentro da minha sala. Na ocasião acompanhava tudo por um streaming porco feito por algum rebelde lá presente. Foi incrível, anúncio que aconteceu em um momento onde esse hype, essa vontade de acompanhar novos lançamentos, ainda me deixava animado.

O mesmo não diz respeito a 2018. Cinco anos depois e com o mercado de blockbusters prestes a ter um colapso, a mesma empolgação já não acontece. Durante os dias que marcaram a a edição desse ano da San Diego Comic Con, me peguei pensando se ainda existe espaço para o tal “hype“. Zero disposição para fazer vigília na espera de anúncios e pouca expectativa para novos filmes.

Lá em 2013 era mágico imaginar como certos personagens estariam em suas adaptações para o cinema. Hoje, com a alta oferta de filme de super heróis, essa magia perdeu o fôlego. Além disso, sucessivos fracassos ajudaram a baixar essa expectativa ano após anos, sem contar a incômoda impressão de estar assistindo aos mesmos filmes. De heróis a monstros, produções que parecem contar a mesma história e com as mesmas pegadinhas caça-audiência criaram um certo cansaço.

Na edição desse ano foi justamente aquele filme que ninguém esperava muita coisa que deixou uma leve sensação de frescor. Shazam! teve um trailer que vai de encontro com tudo que a própria DC tentou firmar nos cinemas. Essa era pós-Snyder pode funcionar, já que o estúdio agora assume toda a galhofa que são os quadrinhos e supera a herança que Nolan deixou. Eis um filme que pode até ser bem abaixo do esperado, mas a julgar pelo trailer, é o que mais se distancia das outras produções, inclusive de Mulher Maravilha.

No mais, uma SDCC sem muitas novidades graças a ausência da Marvel, que após emplacar dois grandes sucessos de bilheteria somente em 2018, não precisa dividir palco com ninguém. Os outros que corram atrás. E não, não estou ficando “velho”, há alguns meses eu estava vibrando com Guerra Infinita e estou ansioso pra sua sequência. O que não acontece mais é depositar essa ansiedade em tudo quanto é filme com trailer cheio de efeitos especiais e musiquinhas pops pra me distrair.

Esquadrão Suicida me deixou calejado.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 25/04/2018

  • Luide

Guerra Infinita e o pior spoiler de todos os tempos

  • 25/04/2018

  • Luide

Tarantino sobre seu novo filme: “o mais próximo de Pulp Fiction”

  • 24/04/2018

  • Luide

É óbvio que teremos spoilers de Guerra Infinita e não há nada que se possa fazer