Com roteiro e direção de Vince Gilligan, Better Call Saul brilhou na season finale

Klick (S02E10) encerra uma temporada que trabalhou com muita calma a evolução de Jimmy

Luide
Luide
23 de abril de 2016

Apesar da palavra gênio ser mais uma vítima fatal da internet (aqui até comentaristas de youtube são classificados assim), da pra se dizer que em se tratando de televisão Vince Gilligan é sim um gênio. Seu trabalho em Breaking Bad confirma tal afirmação, e Better Call Saul teve um pouco dessa sua capacidade de criar roteiros que se amarram de uma maneira brilhante.

Na sala dos roteiristas de Breaking Bad havia um quadro onde cada um dos membros da equipe colocavam ali post-it com ideias para os episódios. Dizem que antes de começar as ideias pra quarta temporada, Gilligan foi até o quadro do episódio 13 e colocou um papel escrito “BOOM!“. Como tudo iria se encaminhar até ali ainda era um mistério, mas basta ver como o quarto ano é até hoje o mais aclamado pela maioria dos fãs. Ou seja, Gilligan soube conduzir a ópera até aquele momento.

Assim, não é de se espantar que o melhor episódio desse segundo ano de Better Call Saul veio das mãos de um dos seus criadores. Vince Gilligan não apenas escreveu, mas também dirigiu , e suas marcas podem ser notadas em vários momentos. A maneira com que muitas vezes ele conduz de forma silenciosa e lenta certas cenas que, nas mãos de outras pessoas teria uma ação desenfreada, mostra sua vontade de entregar exatamente aquilo que ele pensou lá atrás.

Klick começa com um flasback que serve de introdução, o mesmo que Gilligan cansou de fazer em Breaking Bad. Mostrar o momento da morte da mãe dos irmãos ilustra ainda mais o rancor que o mais velho nutre para com o mais novo. Fica claro que Chuck tinha inveja de como Jimmy parecia ser o favorito dos pais, e como isso ao passar dos anos, foi dando a Chuck a ideia que Jimmy não passa de um privilegiado.

Privilegiado pelos pais e pela vida, afinal, Jimmy nunca respeito as regras, tantos morais quanto sociais, pra seguir o jogo. Já Chuck, que foi fiel ao que considera correto, fez tudo dentro dos padrões e ainda assim não ouviu seu nome durante o último suspiro da mãe. Mas é por ser conhecido como esse homem sistemático que não está disposto a errar que Chuck viu uma oportunidade de tirar de Jimmy a verdade.

O plano já estava sendo arquitetado desde o hospital. Chuck sabia que, apesar de ser esse malandro que amamos, Jimmy possui um bom coração, e isso basta para desarmá-lo por completo. Tudo foi sendo desenhado para conseguir a confissão do irmão, e Chuck sabia que Jimmy iria fraquejar ao vê-lo completamente destruído por um erro que não cometeu.

Gus Fring vem aí?

Enquanto isso temos a trama paralela de Mike chegando aos finalmente. Nós sabíamos que ele não iria atirar, mas toda essa construção de tensão é típico de Gilligan. O bilhete deixado em seu carro abre muitos questionamentos para a próxima temporada. Será que finalmente teremos o surgimento de sua parceira com Gus? Não é de se duvidar, o chefe do Los Pollos Hermanos tem tudo a ver com Better Call Saul.

E por falar em ganchos, ao confessar um crime, Jimmy terá que enfrentar a justiça. Será isso que o fará finalmente ter que adotar outro nome? Por um lado é estranho já que ele irá ficar em Albuquerque, de todo modo, a terceira temporada irá seguir nessa construção de Saul Goodman.

Espero que ele entenda que é uma peça fora desse quebra cabeças e o mundo que lhe aguarda é feito da moral distorcida que ele tanto soube impor em Breaking Bad. Também espero por mais episódios escritos pelos seus criadores, não é por menos que os dois melhores dessa temporada vieram de Peter Gould (o anterior) e Gilligan.

Que venha o terceiro ano.

 

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 28/08/2019

  • Luide

O macho no divã

  • 19/08/2019

  • Luide

Tão boa que nem parece Netflix

  • 31/07/2019

  • Luide

The Boys e a piada em que estamos inseridos