Assista a Mr. Robot ou se arrependa depois

Você está perdendo de ver uma série histórica

Luide
Luide
22 de agosto de 2016

“O mundo inteiro é só um grande boato. Assediando uns aos outros com comentários imbecis disfarçados de opiniões, e as mídias sociais que fingem promover privacidade”Mr. Robot S01E01

Quando Breaking Bad chegou a sua última temporada e o barulho causado pela mídia e fãs se tornou ensurdecedor, muitos resolveram tirar o atraso e correram assistir. O grande problema naquela altura era a falta de tempo para absorver tudo que a série de Vince Gilligan tinha a fornecer, o que criou um grande número de insatisfeitos, o famigerado grupo que nunca “acha tudo isso” ou aqueles do “só eu não gostei?“.

O mesmo vale para muitos que começam sua jornada por Westeros agora que Game Of Thrones chega a sua reta final. Veja, nunca é tarde para assistir obras primas da televisão, porém, ao fazer isso no desespero e correndo contra o tempo, fica difícil pegar todas as nuances e temas ocultos. Por isso tanta gente ainda acha que Breaking Bad é sobre um professor traficante de drogas.

Mr. Robot é o tipo da série que irá causar esse desespero em um futuro próximo, mas a grande diferença aqui é: ela ainda está na sua segunda temporada. Você não precisa fazer maratona de semanas pra tirar o tempo perdido. E o melhor, ainda pode fazer parte de uma obra que começa a escrever sua história na televisão. Um drama de qualidade como há muito não se via, em experimentalismo, linguagem e coragem.

“Mudamos o mundo todos os dias. Mas para mudar o mundo de um jeito significativo leva muito mais tempo do que as pessoas têm. Nunca acontece ao mesmo tempo. É devagar. É metódico. É exaustivo. Nem todos temos o estômago para isso”

Em primeiro lugar, o que torna Mr. Robot uma série única é o que Sam Esmail vem fazendo além dos créditos. Como já citado nesse post, são episódios em realidade aumentada, sátiras com outros formatos de séries, easter eggs espalhados por todo canto e também trazendo para a realidade elementos da série, como o diário de Elliot que irá se tornar um livro. Assim como os fãs de LOST fizeram anos atrás, Mr. Robot também convida o espectador a fazer parte de algo maior.

E claro, por ser uma série que tem no seu DNA a tecnologia, existe todo um cuidado para que Mr. Robot seja sim bastante lógica ao tratar de hackers, códigos, computadores e internet. O que faz da série aquela que seja a mais realista a transpor para a cultura pop a verdade cultura hacker. É um verdadeiro paraíso para os mais familiarizados com esse universo. Mas claro que não é só isso.

Mr. Robot é um drama de primeira, que conversa diretamente com nosso mundo contemporâneo. Consumo, publicidade, prisões, luto, rotina. A série passeia por uma gama de temas que impacta seu espectador indiferente ao seu estilo de vida. Seja você um programador, seja você um padeiro. Não importa.

Nesse momento a série segue explodindo cabeças e seu criador não poupa o espectador de uma imersão cada vez maior. Estamos vendo o nascer de uma obra prima da televisão e agora só depende de você assistir a Mr. Robot ou se arrepender depois.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 19/08/2019

  • Luide

Tão boa que nem parece Netflix

  • 31/07/2019

  • Luide

The Boys e a piada em que estamos inseridos

  • 29/07/2019

  • Luide

“Aquele vídeo do Seiya tá bombando na internet”