A imagem mais idiota da semana

"olha só essa crítica aqui, óh"

Luide
Luide
29 de julho de 2016

Ao mesmo tempo que queremos ser parte de um grupo, também queremos nos sentir únicos. É comum começar a ver uma série porque estão todos falando, assim como o oposto também acontece. Você odeia algo simplesmente porque todos gostam. É esse ciclo sem fim, de ascensão e queda de qualquer assunto, que torna a internet um lugar interessante.

Game Of Thrones passa por isso durante dois meses há seis anos. Os primeiros odiadores de Stranger Things já começam a surgir. E claro, Pokémon Go agora tem vários inimigos. É saudável questionar o sucesso de algo, tentar enxergar o outro lado, levantar debates, mas também é necessário entender a crítica como parte do sucesso, algo inevitável. Criticar o Sistema é fazer parte dele, não adianta, e o Sistema tornou a crítica um produto.

No episódio Fifteen Million Merits (S01E02) de Black Mirror, Charlie Brooker coloca em pauta esse assunto. O garoto Bing é alguém completamente alienado que leva sua rotina sistematicamente até o dia que a morte o abrace. No meio desse mar de falsidade, frases e pessoas prontas, Bing acaba encontrando algo belo para se segurar. Acontece que ele percebe que até mesmo o mais puro e nobre dos sentimentos é engolido, então, ele resolve “criticar tudo que está aí“.

Seu discurso inflamado, repleto de verdades, faz o total sentido. Mas ninguém se importa, afinal, o Sistema é tão bem construído que Bing já é algo premeditado, sendo assim, não causará mal algum. Todos os dias nos deparamos com alguém na internet disposto a falar umas verdades, dizer aquilo que todo mundo gostaria de dizer, e essas bobagens. Nós ouvimos, aplaudimos, viramos do lado e esquecemos. De novo: criticar o Sistema é fazer parte dele. Não adianta.

Então chegamos a essa charge simplória, tentando nos dizer que óh, Pokémon Go está nos escravizando. Uma imagem compartilhada a exaustão em páginas de facebook e twitter. A grande ironia. Não que Pokémon Go seja algo perfeito e a solução para a humanidade, porém ao criticá-lo usando de ferramentas que fazem exatamente a mesma coisa não faz o menor sentido. Resumindo, é você dentro de um mar de lama reclamando de quem está sujo.

É a crítica pela crítica, sem fundamento algum, sem uma ação palpável por trás. É a mesma linha de raciocínio que levou milhares de pessoas a tentarem “ajudar“a youtuber sequestrada. O nada pelo nada. A fanpage que compartilhou a imagem acaba ganhando milhares de novas curtidas, é o presente do Sistema pelo seu papel. Alguém irá deixar de jogar Pokémon Go? Não. Alguém deixará de curtir a página? Também não. Então porque essa crítica acontece?

Por nada, oras. Só pra você criar uma imagem de alguém cansado com tudo que está aí, e resolveu colocar pra fora seus sentimentos. No fim das contas a barra de rolagem da sua timeline irá jogar o desabafo pro limbo da internet, e ninguém irá lembrar disso no próximo segundo.

Aliás, ninguém irá lembrar desse post também.

Seja assinante e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 15/09/2017

  • Kami Andrade

Aqui estão 4 ótimos jogos por menos de 30 reais na Steam

  • 08/09/2017

  • Kami Andrade

The Cat Lady: Depressão e suicídio não são um tabu nesse jogo

  • 01/09/2017

  • Kami Andrade

Life is Strange: Before the Storm ainda é Life is Strange