Wolverine terá um podcast pra chamar de seu

Wolverine: The Long Night é o novo projeto da Marvel. Em podcast.

Luide
Luide
6 de dezembro de 2017

Wolverine está de volta, mas não nos quadrinhos e muito menos nos cinemas. Logan agora terá um podcast pra chamar de seu, na nova investida da Marvel. “Wolverine: The Long Night” será um podcast no estilo áudio drama de 10 episódios, que irá mostrar o herói sendo acusado de uma série de assassinatos, e sendo perseguido por dois agentes do governo. Essa é sem dúvidas uma notícia extremamente importante para a mídia.

Quando publiquei meu texto sobre a forma como encaramos podcast no Brasil, pelos diversos comentários que recebi, percebi que, infelizmente, estamos mais presos em formatos do que imaginávamos. No Brasil ainda estamos discutindo se pode fazer isso ou não dentro de um podcast, enquanto lá fora o Wolverine terá um só pra ele. Obviamente é uma comparação injusta. Os EUA estão muito a frente no que diz respeito a tecnologia e facilidade de acesso a ela, portanto, é natural que mais pessoas consumam mais podcasts.

Porém, o que se vê por lá é uma variedade enorme de formatos e estilos, o que facilidade a entrada do ouvintes e também mais experimentações e quebras de regras.

No Brasil, experimenta dizer que seu podcast não terá leitura de “cartinhas”…


Wolverine: The Long Night terá o ator Richard Armitage como Logan e tem previsão de estreia para 2018. É a chance de novas pessoas serem inseridas nessa mídia, já que falamos de um personagem icônico da cultura pop. O “ano do podcast” pode estar mais próximo de acontecer do que se imagina. Um exemplo de como certas mídias podem mudar de uma hora pra outra é o caso das séries de TV aqui no Brasil.

Enquanto o fã de LOST se desdobrava para conseguir baixar um Torrent e esperar pela legenda (que poderia durar dias), o fã de Game Of Thrones pode muito bem assinar a HBO e assistir em tempo real. A facilidade de se consumir uma série hoje -e consequentemente sua popularização por aqui- foi graças ao avanço da internet no Brasil e também de uma ascensão social. Os dois fãs se tornaram quarto, que se tornaram 20 e por fim, milhões.

O podcast precisa ter esse BOOM. E cabe aos produtores de conteúdo estarem preparados para receber uma possível nova geração de ouvintes.

Seja doador e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!