Westworld: eram os deuses cientistas?

Dissonance Theory (S01E04) mostra que Westworld é uma série sobre nós

Luide
Luide
26 de outubro de 2016

Tente imaginar como foi para civilizações antigas o contato com asteroides, eclipses ou mesmo eventos mais comuns, como relâmpagos ou grandes tempestades. Seriam deuses? Seres de outros planetas? Monstros? O fascínio misturado ao medo do desconhecido criou algumas lendas, deu vida a tradições e porque não, a religião. O ser humano detesta aquilo que não entende, então desde sempre buscamos as explicações mais absurdas para o que nos deixa sem saída.

Westworld segue impecável em relacionar um sopro de consciência nos Anfitriões com a própria humanização do homem. Depois do excelente debate sobre no episódio anterior sobre a origem dessa tal “consciência”Dissonance Theory (S01E04) nos mostra o provável início de um culto. Afinal, seria impossível para os Anfitriões se descobrirem como seres existentes sem questionar sua própria existência. De onde viemos? Porque estamos aqui?

São homens que caminham entre mundos

Esse é o típico episódio de ciclo. Aquele que encerra algumas coisas, ao mesmo tempo que nos leva a verdadeira direção que a série pretende ir. Dissonance Theory mostra que a atualização que resultou na mudança de comportamento de alguns Anfitriões, junto com a nova narrativa de Ford, é parte de algum plano maior para Westworld (é impossível não fazer essa ligação). Durante seu encontro com Virginia, nota-se uma paixão enorme por parte do criador pela sua criatura, no caso, o parque como um todo. Ele se enxerga como um deus, e não perde tempo em mostrar todo seu controle.

Ao mesmo tempo que o Homem De Preto desponta como um possível antagonista a esse deus, sendo assim, o próprio Satanás. Se já estava coberto por mistérios, o Homem De Preto agora nos parece parte do grande plot da série. Sua missão em Westworld é um tanto estranha, e por mais que suas ações dentro do parque mostre um descaso com os Anfitriões, em Dissonance Theory ele se porta como um libertador. Aparentemente ele sabe de algo que pode quebrar a única regra desse mundo criado por Ford e Arnold: a morte. Agora, qual é a real intenção de Ford com sua nova narrativa, e qual é a missão do Homem De Preto, bom, me parece ser o clímax dessa temporada.

Outro momento poderoso no episódio é quando Dolores recusa a ter suas lembranças apagadas. Bernard faz uma oferta que parece irrecusável, afinal, e se você pudesse tirar de si algum sentimento doloroso? O “não” de Dolores mostra que seu pouco entendimento como indivíduo é fruto de suas memórias. Boas ou ruins, o que está em sua mente é um amontoado do seu eu. Se sumirem, o que resta? Um corpo?

 Dissonance Theory (S01E04)

Ao mesmo tempo, são as mesmas memórias que perturbam Maeve. Ela tem fortes convicções do que viu, e não consegue entender de fato o que está acontecendo. Quem são esses seres que transitam entre mundos? Qual é o papel deles? Estaria ela sujeita a um poder supremo e invisível que controla seu destino? Bem, esse deus tem nome e chama-se Ford.

É isso que torna Westworld incrível e uma série que conversa mais com nosso senso de existência do que qualquer outra coisa. Estamos no mesmo barco dos Anfitriões. Não entendemos algumas coisas, temos medo do desconhecido ao mesmo tempo que somos curiosos. O que existe além desse mundo? O que existe além de Westword? Bom, se alguém souber a resposta, estou todo ouvidos.

Posts Relacionados
  • 19/06/2017

  • Luide

Os rostos da abertura de Orange Is The New Black são de prisioneiras reais

  • 16/06/2017

  • Luide

E se a prisão de Orange Is The New Black não for o que você imagina?

  • 15/06/2017

  • Luide

Já podemos afirmar que essa é a melhor temporada de Better Call Saul