Para ver antes do Ragnarok: O Que Fazemos nas Sombras

Tá com medo do filme do Thor ser ruim? Calma

Luide
Luide
11 de abril de 2017

A Marvel divulgou o trailer do terceiro filme solo do Thor, e confirmou aquilo que a maioria dos fãs do personagem temiam: o Ragnarok não será uma tragédia nórdica, mas uma aventura especial com cara de comédia Sessão da Tarde. Nada de dor e sofrimento, o fim do mundo pode ser algo divertido. Isso se acabar… convenhamos.

O fã tem toda razão para espernear, afinal, seus sonhos de ver o deus do trovão sofrer por algo mais sério além de um coração partido pela Natalie Portman foram destruídos, tal qual o Mjolnir. Quase 10 anos depois da Marvel começar seu universo compartilhado, ainda há uma peregrinação pela fidelidade ao “material original”. Temos que nos sensibilizar com tamanha devoção, porém, ao ver o trailer, fica difícil pra qualquer um sem apego a essa tal fidelidade não se empolgar com um possível bom filme do Thor, que já sofreu demais em seus longas passados.

Taika Waititi é quem assume a direção e parte do roteiro, e pra você que está subindo pela paredes de raiva (ou indo pra baixo da cama de medo) peço calma. Thor: Ragnarok pode ser muito bom, e pra isso, recomendo assistir aos filmes do diretor neo zelandês, principalmente um disponível na Netflix chamado O Que Fazemos nas Sombra, também escrito e co-dirigido por Waititi.

O Que Fazemos nas Sombra é uma ótima defesa do timing cômico do cara que vai comandar o Ragnarok. Trata-se de um falso documentário mostrando o dia-a-dia (ou seria noite-a-noite?) de 4 vampiros que levam uma vida comum na Nova Zelândia, revezando entre festas e banquetes de sangue humano. Aliás, o próprio Taika Waititi é um dos vampiros de nome Viago.

É interessante notar que maior do que a história contata, o que importa é como o diretor conduz seus personagens e explora situações comuns, transformando sua obra em um incrível estudo de possibilidades. Vampiros já estão mais do que gastos na cultura pop, mas por exemplo, quando somos expostos a grande questão “como eles se arrumam pra uma festa se não podem ver seus reflexos no espelho?“, Taika Waititi extrai humor de onde não se espera muita coisa.

Essa mão acertada fica evidente nos dois curta metragens do Thor. Por que o Thanos está sempre sentado? Pois é. Agora, é claro que estamos falando de filmes de baixo orçamento, e dois extras de blu-ray. Thor: Ragnarok é um blockbuster e tem aquela velha corrente nos pés chamada “Universo compartilhado“, onde tudo precisa estar interligado, e no fim, ser apenas um chamariz para o próximo.

Resta torcer para que saia algo novo e diferente, assim como foi com Soldado Invernal e Guardiões da Galáxia. Mas antes de testemunhar o fim do mundo, vá assistir O Que Fazemos nas Sombras e se acalme.

O Que Fazemos nas Sombras (2014)
Direção e Roteiro: Taika Waititi
Onde: Netflix

Posts Relacionados
  • 03/05/2017

  • Luide

O abandono paterno em Guardiões da Galáxia Vol. 2

  • 02/05/2017

  • Luide

Bobo é quem acha que Guardiões da Galáxia Vol. 2 é um filme bobo

  • 26/04/2017

  • Luide

Corpo Fechado não precisava de uma continuação