Aguinaldo Silva fala sobre a influência de Breaking Bad em cena de “Império”

LONAS HEISENBERG

11 de março de 2015

Existe uma linha que separa a referência de um plágio absurdo. O plágio nada mais é que pegar para si uma ideia, se apossar dela como se tudo saísse de sua cabeça. Já a referência é uma maneira de homenagear uma obra, ator ou diretor. Um sujeito que sempre faz isso em seus filmes, e nunca teve vergonha de esconder é Quentin Tarantino.

Aqui no Brasil raramente vemos esse tipo de coisa, mais ultimamente alguns dramaturgos vem gostando da ideia de referenciar grandes séries de tv, como foi o caso da novela “Império“, que deixou a internet em chamas com uma cena bastante familiar para fãs de Breaking Bad:


Em seu blog, Aguinaldo Silva falou sobre a tal cena, e de onde surgiu sua inspiração para cri-lá. Baseado na ficção e na realidade, Aguinaldo conta que além dos dólares de Walter, o doleiro que roubou cerca de 100 milhões de dólares da Petrobrás também serviu de inspiração.

“… a cena do comendador nadando em euros na piscina não foi absurda, e muito menos realismo fantático” disse. De fato, a comparação do autor faz sentido. Quando Skyler pergunta a Walter até quando ele iria continuar a pilhar dinheiro, a mesma pergunta pode ser feita ao doleiro: até quanto ele pretendia roubar?

Pra fechar, Aguinaldo ainda falou sobre o grande easter egg do episódio, que deixou tudo claro para olhos mais atentos:

Os cricríticos de tevê, sempre atentos à mudança de cor das unhas da empregada Kelly de uma cena para a outra, não perceberam o nome do fabricante da lona que cobria a piscina dos euros, embora ele tenha sido mostrado com destaque várias vezes: Lonas Heisenberg

“Demolidor”: novo trailer e novas expectativas

Netflix divulgar o segundo trailer oficial da série... hmmm, e ai?

10 de março de 2015

Antes de finalmente falar sobre Demolidor, série original do Netflix em parceria com a Marvel, é preciso falar um pouco sobre séries de heróis e personagens de quadrinhos em geral. Confesso que não sou maior fã do estilo e essa invasão das hqs na tv não me causa euforia alguma. Sim, eu até dei uma chance a Gotham e a Flash… mas nhéééé. Não foi.

Porém pelo pouco que estamos acompanhando da adaptação do Homem sem Medo, da pra perceber um charme especial. Mais sombria, mais séria e com arcos focados em contar uma história, sem o envolvimento de milhões de personagens que não possuem valor algum pro contexto geral. É hora de dar um voto de confiança, é hora de falar sobre Demolidor:

>>> INSCREVA-SE

Digimon, uma imagem e 15 anos depois…

"Digimon Adventure Tri" coloca toda a turma reunida. 15 anos depois

10 de março de 2015

O mundo ainda estava em um frenesi com Ash e os Pokémons que ele tinha que pegar quando os Monstros Digitais chegaram. Na virada do século, saim animais de carne e osso e entram monstros feitos de dados. Eram os Digimons que desembarcavam no Brasil e trazia uma nova febre, embalada por uma música tosquissima da Angélica, mas que na época era muito divertida.

Foi sucesso, foi febre e toda criança passou a olhar de uma maneira diferente para os computadores, ainda uma novidade, sejamos francos. Lá se foram diversas temporadas, mas aquela primeira aventura pelo Digimundo é inesquecível. Tai, Matt, T.K, Mimi e CIA ficaram marcados pra sempre, eu tinha 12 anos na época e puts, como eu amava aquilo.

Em 2015, pra comemorar os 15 anos da franquia, um novo anime chega: Digimon Adventure Tri, com nossos velhos amigos mais velhos, vivendo novas aventuras. “Tri” é uma alusão a terceira jornada de Tai e Agumon, e como o produtor Arai Shuhei explicou, o anime será voltado para o público mais velho, que assistiu a série quando criança. Mas claro, sem deixar de encantar a nova geração.

Foi liberado uma imagem de toda a moçada reunida com seus respectivos digimons. Lindo.

15 anos depois… <3

A série estréia em abril na TV Japonesa. Obviamente, teremos que voltar a ser crianças e vibrar com as digievoluções.
E só pra ficar claro:

Digimon > Pokémon

Se você for rico como o Tony Stark, pode ter uma Hulkbuster em tamanho real

Só não sei se ela funciona

10 de março de 2015

Quem curte colecionar action figures e derivados, sempre sente um arrepio na coluna quando empresas como a Hot Totys e Iron Studios começam a liberar figuras dos mais recentes filmes. Você cogita deixar de pagar alguns aluguéis para poder comprá-los e tal…

Mas sempre tem alguém ainda mais ignorante. E a empresa Beast Kingdom foi longe demais, e resolveu desenvolver uma HULBKUSTER em TAMANHO REAL!

A empresa é especializada em figuras e estátuas de luxo, mas dessa vez se superou. A Hulkbuster terá 3 metros de altura e custará cerca de 21 MIL DÓLARES.

E na boa, você duvida que alguém irá comprar?
Eu não.

Os famosos diretores de “House Of Cards”

Série contou com algumas estrelas para comandar as firulas de Frank Underwood

9 de março de 2015

Poucas séries possuem a qualidade técnica de House Of Cards. A produção de cada episódio é um capítulo a parte, com uma fotografia belíssima, favorecendo planos abertos e os diálogos entre personagens. Também possuiu uma trilha sonora que acompanha cada momento com uma sutileza única, jamais se tornando algo óbvio e irritante.

Pois bem, um dos responsáveis pelo padrão estético da série é David Fincher, diretor que você OBVIAMENTE conhece por filmes como “Clube da Luta“, “Se7en” e mais recentemente, “Garota Exemplar“. Fincher foi quem deu início no projeto “House Of Cards EUA” (a série original é inglesa). Fincher é o diretor dos dois primeiros episódios, e muito dele está lá. Aliás, é possível ver seus rastros em todo restante da série, já que ainda é produtor executivo.

David Fincher: deixando seu rastro em House Of Cards

Depois de Fincher, foi a vez de outro famoso diretor assumir às rédias por dois episódios: Joel Schumacher.

Schumacher, eternizado com BATMAN & ROBIN pela loucura de luzes pra todo lado, dirigiu dois dos meus episódios favoritos. Foi sob o comando de Schumacher que Frank cria o plano para acabar de vez com a greve dos professores, simulando um ataque a sua casa. Saudades desse House Of Cards moleque…

Joel Schumacher: Frank Underwood articulado

Já na segunda temporada é a vez de uma mulher vencedora de dois Oscar colocar mais fogo na Casa Branca: Jodie Foster comandou o “Chapter 22“, pra mim, um dos melhores episódios da confusa segunda temporada. É lá que infelizmente Freddy perde sua lanchonete, após o filho apontar uma arma para repórteres. É lá que Frank termina seu envolvimento com ele. Triste, frio e excelente episódio.

Jodie Foster: o fim do Freddy’s BBQ JOINT

Por fim, ela que simplesmente MANDOU na terceira temporada, e é responsável por dirigir três episódios durante a segunda e terceira temporada. Robin Wright mostrou seu talento nos capítulos 23, 35 e 38.

Wright gostou da brincadeira e dirigiu episódios chaves, principalmente o “Capítulo 38“, que mostra de vez o choque de interesses entre sua personagem e Frank.

Robin Wright: choque de monstro

Veja também:
House Of Cards: ascensão e queda do Casal Underwood
Claire Underwood e o verdadeiro poder de House Of Cards

Novo trailer de Game Of Thrones: OLHA O TAMANHO DO DROGON!

Novo trailer da quinta temporada chega com uma belíssima notícia: o HBO Now é uma realidade

9 de março de 2015

Semana passada comentei aqui sobre rumores que apontavam o lançamento oficial do serviço de streaming da HBO pra abril, mês de retorno de Game Of Thrones. Pois bem, durante mais um evento da Apple nessa segunda, o tão sonhado HBO Now foi confirmado.

Como foi especulado, o serviço será exclusivo para usuários de produtos Apple e estará disponível para assinaturas a partir de abril. O valor é aquele que já falamos por aqui: 15 doletas. Como tudo o que é bom, ainda não temos previsão de lançamento no Brasil, mas acredite, é questão de tempo. E é questão de tempo também que o HBO Now se torne um Netflix da vida, sem essa necessidade dos produtos da maçã.

ENFIM. Pra, como dizem por ai, LACRAR o anúncio, a HBO foi lá e liberou mais um trailer da quinta temporada de Game Of Thrones. E PQP, OLHA O TAMANHO DO DROGON!

ESSA TEMPORADA SERÁ A MELHOR DE TODAS, ANOTEM E ME COBREM NO FINAL

E esse é o uniforme da Supergirl da série de TV

A fofíssima Melissa Benoist devidamente trajada =)

6 de março de 2015

Então, manja que a Supergirl também vai ganhar uma série de TV, né? Os heróis da DC estão com tudo, vide Arrow e Flash. Essa audiência bastante positiva está estimulando a aparição de novos personagens e temos um boom de super heróis indo parar na tv. Pra quem gosta, está cada vez melhor.

Enfim. A fofíssima Melissa Benoist (ela esteve em Whiplash) foi escalada pra dar vida a Kara Zor-El, prima do Supinho, que na trama chegará a Terra com 12 anos de idade. Adotada, precisará conter seu poderes até que o roteiro mande ela quebrar tudo. A série ainda está contratando elenco, e por falar nisso, quem está de contrato assinado é Helen Slater e Dean Cain. O que isso tem de tão legal? Não sei, mas dai resolvi pesquisar na internet.

Slater já viveu a Supergirl nos cinemas em 1984 e Dean Cain foi o Superman na série “Lois & Clark” dos anos 90. Hehehe. Os personagens deles é segredo, e a série ainda não foi aprovada. Mas né… provavelmente será.

Só achei zoado que o símbolo da Casa El dela seja diferente do Superman em “Man Of Steel“. Poderia ser igual, né? Não custaria.
E como fica aquele easter egg de “Man Of Steel” que muita gente apostava ser a Supergirl que estivesse acordado da capsula? Poxa. Triste.

Topo ^