Jesse Eisenberg careca na primeira imagem de Lex Luthor em “Batman V Superman”

R.I.P. Cabelo

25 de março de 2015

Batman V Superman é o filme mais esperado da história por esse blog. Por isso, devo pedir licença aos senhores pra dizer isso:

NOOOOOOOOOOSSA OLHA O LEX LUTHOR MANO!

Então é isso. O principal vilão do filme ganhou sua primeira imagem e acabou de vez com rumores que ele poderia aparecer com a cabeleira. Só estou triste que a imagem seja exclusiva da EW… como assim não foi o Zack Snyder que tuitou?

Com essa imagem NOOOOOOOSSA, temos, oficialmente, o Batman, Superman, Mulher Maravilha, Aquaman e Lex Luthor. O time quase completo. Até 2016 outros 92384985934 personagens provavelmente ganharão suas imagens. Resta esperar.

Você assistiria uma série live action de Star Wars?

Pois pode ser que aconteça, viu

24 de março de 2015

Sets de Star Wars VII: série iria aproveitar estrutura criada para o filme

Como vocês sabem, a Disney é dona de praticamente tudo. É tipo um “Rei do Gado” do entretenimento, onde você substitui cada cabeça de boi do Bruno Mezenga por algo que você ame, e pronto, ilustramos perfeitamente o poder do Michey. Não apenas de personagens que amamos, grandes empresas estão embaixo das asas da Disney. E uma dessas é a rede de TV ABC.

ABC é responsável por algumas séries de gosto duvidoso, como Grey’s Anatomy, Selfie e As Patricinhas da Shield. E pro nosso desespero, se propos a adaptar Star Wars para a tv, em live action.

Como até 2020 teremos ai algo em torno de seis filmes baseados no universo Star Wars, a Disney que não é boba nem nada, quer criar algo parecido com o que vem fazendo com a Marvel. Assim, teríamos universos expandidos tanto no cinema quanto na tv, e claro, tudo gerando aquela receitinha gostosa nos cofres.

O universo Star Wars ganhou ano passado mais uma série em animação, que é muito bacana por sinal. “Rebels” é justamente o que um novo público precisa para ir se acostumando com esse universo incrível criado por Lucas. Mas ainda é pouco para as ambições da Disney e uma série live action filmado nos próprios sets dos filmes (pelo menos isso) pode estar próxima de acontecer.

Tudo ainda é rumor, como mostra o site Cinelinx, MAS se você pensar bem, faz todo o sentido. Estamos falando de um universo de possibilidades com Star Wars, milhões de coisas podem estar acontecendo ao mesmo tempo. Bom, eu sinceramente não sei o que pensar. Cadê o Netflix pra assumir essa pica, hein?

Série vs. Livro: parece que o jogo virou, né queridinha?

A partir da quinta temporada, Game Of Thrones passa a contar eventos que ainda não ocorreram nos livros

24 de março de 2015

Quantos spoilers de Game Of Thornes você tomou daquele seu amigo mala que já leu “As Crônicas de Gelo e Fogo“? Quantas vezes você foi obrigado a ouvir ele dizendo que já sabe de tudo? E o que dizer daquela moçada que foi filmada enquanto assistia o episódio do Casamento Vermelho? É meus amigos fãs de séries, parece que o jogo virou.

Como George R.R. Martin tem seu próprio ritmo de escrever e a HBO não está nem um pouco afim de acompanha-lo, a série passará os livros em acontecimentos, podendo até antecipar o final. David Benioff, produtor da série, disse que o caminho final é um só, e tanto o livro quanto a série chegarão ao mesmo lugar. PORÉM…

Eu gostaria de não ter que dar spoilers aos leitores, mas estamos entre a cruz e a caldeirinha. A série tem que continuar, então é isso que vamos fazer

Alguns leitores dos livros já perceberam durante a quarta temporada coisas que ainda não foram citadas nos livros, mas que podem dar as caras. Como aquele ritual dos White Walkers, lembra?. Acontece que a partir dessa quinta temporada, a série não terá mais livros para adaptar seu roteiro, então é cada um por si.

Com sexto livro da saga programado pra sair em 2016, é provável que alguns acontecimentos já estejam presentes na séries antes dele ser publicado. Quanto ao final, George R.R. Martin já abriu o jogo para os produtores e contou como pretende terminar (precaução caso ele morra).

Mas fãs dos livros, relaxem. Georginho está mesmo decidido a terminar esse livro antes da Copa do Qatar. Ele nem mesmo irá a San Diego Comic Con esse ano, isso certamente dará tempo dele escrever a morte de mais uns 15 personagens.

Um reality show para o Coringa de Jared Leto

Fãs resolveram acompanhar cada passo do ator durante o processo de criação do personagem

23 de março de 2015

Já estamos fardos de saber que vivemos na ERA DO NOOOOSSA. A geração internética aprendeu a viver com a expectativa lá no alto, não importa o assunto. E se nós vibramos até mesmo com teaser posters, porque não acompanhar cada passo de um ator que ainda irá interpretar um personagem? Bom, é mais ou menos isso que estamos fazendo com Jared Leto, que só dará as caras como Coringa em 2017. Isso mesmo, mais ou menos daqui a há dois anos.

O Coringa de Jared Leto pode começar atrás das grades em “Esquadrão Suicida”

Leto foi confirmado para o papel no final de 2014, de lá pra cá, todo mundo passou a acompanhar cada passo que ele da, cada frase, cada respiro. E isso só tem uma explicação: o legado de Heath Ledger.

Não há como negar que Ledger deu vida a um dos melhores e mais bem construídos vilões do cinema. Sim, do cinema, não apenas dos “filmes de heróis”. Além de uma atuação histórica, Nolan praticamente reservou o segundo filme de sua trilogia para o Coringa. O roteiro e toda a estrutura favoreceram o vilão, que claro, correspondeu com o papel.

Não é por menos que “Batman: O Cavaleiro das Trevas” é até hoje considerado a melhor adaptação de quadrinhos pro cinema. Todo esse peso nas costas de Jared Leto está criando um alvoroço, com a preparação do ator sendo acompanhada como se fosse um reality show. De cortes de cabelo, roupas a expressões em vídeos de Snapchat, todo mundo está preso nessa nave louca.

Mas afinal, o que sabemos sobre o papel? Como sempre, nada oficial, apenas rumores. Sites como o Latino Review revelam que o Coringa de “Esquadrão Suicida” será parecido com o da hq “Cavaleiro das Trevas” e não usará maquiagem, além de ser um cara com um porte físico considerável. Ele será a única ligação com o Batman, que provavelmente dará as caras no filme.

Mas é só. Enquanto isso a internet assinou o pay pay view do Coringa e está ansiosamente esperando pelo seu próximo corte de cabelo ou compras de roupa. Ah, rolou também esse vídeo dele fazendo a suposta voz do vilão. E sabe o que é pior? Ficou maneiro mesmo…

Luther e as problemáticas séries de “casos da semana”

Série britânica até que é boa, bonita, mas peca ao criar situações extremas e personagens semanalmente descartáveis

20 de março de 2015

Tenho um certo problema com séries que tratam seus espectadores como pessoas que não possuem mais do que dois ou três neurônios. Séries que abusam das repetições de roteiros, desenvolvimento raso de personagens e a batida fórmula de criar super gênios problemáticos que perseguem super gênios do crime.

E praticamente todas as séries com a pegada “casos da semana” possuem esse problema. Diferente de obras que levam até cinco temporadas para levar o protagonista do ponto A para B, esse tipo de série fatia seus personagens, colocando eles em situações absurdas a cada episódio. E uma que, infelizmente, acaba caindo nesse poço de preguiça é “Luther“.

Luther” é uma série da BBC inglesa que mostra a vida e obra do detetive John Luther, que assim como todos protagonistas de séries policiais, é dotado de uma capacidade única de desvendar casos, situações e leitura de criminosos. Luther é vivido por Idris Elba, um excelente ator que, francamente, se não fosse por ele, dificilmente a série ganharia notoriedade.

Luther se assemelha a toda a gama de personagens geniais com seus problemas de personalidade ou pessoal, como Sherlock, HouseCal Lightman e etc. Mesmo que o próprio criador da série tenha admitido que Luther é uma versão século XXI do famoso detetive britânico, a série soa pouca criativa. Por outro lado “Luther” possue uma fotografia muito peculiar, e atuações como de Idris Elba e Ruth Wilson, dão a ela um certo tom de originalidade.

A belíssima fotografia e esses dois cidadãos ai, conseguem dar um diferencial a “Luther

É claro que existem momentos interessantes e pode ter certeza que eu jamais dedicaria um post pra “falar mal” de Luther. Como hoje em dia tudo é 8 ou 80, algumas pessoas sensíveis acham que se você gosta de algo, é proibido apontar os defeitos. E se eu aponto esses defeitos de Luther, esteja certo de que a série tem um enorme potencial desperdiçado.

Meu problema com os chamados “casos da semana” é justamente a preguiça em focar no que realmente importa: seus personagens. Ao se dedicar em criar assassinos obsessivos, maníacos sexuais, serial killers ultra espertos TODA.SANTA.SEMANA. a série poderia muito bem focar em John Luther, um personagem totalmente perturbado com trabalho e suas consequências. Mas ao deixar isso de lado, Luther acaba ficando no básico e não mostra nada do que já foi visto.

Luther” merece sim vários elogios, mas todos eles deveriam ser direcionados ao excelente Idris Elba, um cara que realmente sabe o que está fazendo. A série britânica irá ganhar um remake americano e Elba está entre os produtores. Duvido que mude algo, a fórmula batida é sucesso, todo mundo gosta de ser surpreendido semanalmente sobre óh, quem será o assassino dessa vez? Bom, melhor ligar para o Luther.

Personagens da Marvel enfrentam os clássicos da TV Manchete

Ilustrador brasileiro consegue criar o crossover mais divertido de todos os tempos

20 de março de 2015

O Invencívil Homem de Ferro vs O Fantástico Jaspion

Nasci em 1987. Sabe o que isso significa? Que a TV Manchete foi a babá que minha mãe não pode pagar. Bastava ligar a tv, ligar na Manches™ e pronto, eu passava o dia lá. Diversas vezes aqui no blog eu falei o quanto os desenhos e seriados da década de 90 marcaram minha infância e por culpa deles estou aqui hoje, escrevendo esse post.

A Manchete era o principal meio de me aproximar com o fantástico, já que no interior não existia cinema, banca de revistas e tv a cabo. Sério. Então cresci e tenho um carinho muito grande pelos icônicos personagens que deram as caras por lá. JaspionBlack Kamen Rider, Cavaleiros do Zodíaco, Jiban, Shurato… enfim.

Eis que o brasileiro Kiko Mauriz resolveu prestar uma homenagem a todos esses gigantes colocando eles pra sair na mão com os personagens da Marvel, que voltaram a fazer parte do imaginário da criançada. Ficou SENSACIONAL!

Veja todas as ilustrações clicando aqui!
Deu até vontade de chorar vendo essas ilustras <3

A beleza do cinema: o primeiro e o último frame de um filme

Trabalho seleciona o que vimos por primeiro e por último em grandes obras do cinema

19 de março de 2015

A primeira impressão é a que vida, já dizia o ditado. E o que dizer da primeira cena, primeiro frame de um filme? É possível que nesse segundo, nesse primeiro contato dos seus olhos com a película, é possível sentir algo? Prever algo?

Bom, grandes obras do cinema possuem cenas tanto iniciais quanto finais espetaculares, algo que provalvemente poucas pessoas param pra pensar e analisar. Foi ai que surgiu esse compilado, que captura a primeira e a última cena de um filme e coloca lado a lado. Simplesmente espetacular, pra nos lembrar que cinema é mais que uma indústria…

Cinema é arte!

Cara, que espetáculo!
Da até um nózin na garganta…

Her (2013)

Birdman (2014)

Garota Exemplar (2014)

Kill Bill Vol. 2 (2004)

2001: Uma Odisseia no Espaço (1968)

Foda pra caralho, pqp.

Topo ^