20 anos de Cavaleiros do Zodíaco, 1994, Shazam e Sons Of Anarchy

Videocast Amigos do Fórum #06

8 de setembro de 2014

Olá amigos do fórum.

Era pra ser mais um dia comum, aquela quinta feira, 1º de setembro de 1994. Mas não foi, estreava Cavaleiros do Zodíaco, o maior anime que esse país já viu. Esse videocast é basicamente nossa maneira de dizer OBRIGADO! Porém 1994 não foi apenas o ano d’Os Cavaleiros, foi um ano MÁGICO. O que teve de melhor em cinema, séries, animes e música? Pra fechar, falamos sobre os vilões invertidos da DC e uma dica de amigo do fórum: Sons Of Anarchy, House e Coração Valente!

CDZ, 1994, Shazam e Sons Of Anarchy

Links comentados:

Pra conhecer:

>> CANAL AMIGOS DO FÓRUM
>> CANAL NERD RABUGENTO
>> CANAL QU4TRO COISAS

“Bom Dia & Cia.”, o último programa infantil da TV aberta: o que aconteceu?

No ar há 21 anos, programa é o último respiro do conteúdo infantil da TV aberta

7 de setembro de 2014

Em agosto de 1993, entrava no ar o “Bom Dia & Cia.“. A loirinha Eliana (na época com 20 anos) ao lado de Flitz, um computador falante, nos davam bom dia com um programa que misturava conteúdo educativo com desenhos animados. Eliana foi minha primeira paixão de criança, fui o que vocês chamam de FÃ. Sim, eu até escrevi CARTINHA pra Eliana mandando alguns desenhos meus.

Bom Dia & Cia.” foi apenas um dos vários programas infantis que, durante a década de 90 e início dos anos 2000, deixaram aquela manhã chata, que você estava doente e não poderia ir pra escola, bem mais animada. Ou então programas como “Disney Club” e a turma da TV Cruj que nos fazia deixar as brincadeiras de rua do lado, e correr pra TV às 18hrs.

Bom Dia & Cia.” no auge: desenhos, Melocoton, convidados e várias atrações

Eram vários. Listando alguns, tínhamos “Glub Glub“, “TV Globinho“, “Sábado Animado“, “Band Kids“, “Eliana & Alegria” e por aí vai. É difícil encontrar alguma criança da década de 90 ou começo dos 2000, que não tenha uma apresentadora marcada em seu coração. A diferença entre programas infantis para sessões de desenho, era justamente a presença delas, que traziam outras atrações além dos desenhos. É claro, todo mundo aqui gostava de “O Fantástico Mundo de Bobby“, “Thundercats“, “Super Patos” e “Dragon Ball“, mas a presença de uma apresentadora, fazendo algumas firulas entre um atração de outra, era fundamental. Vai dizer que você não gostava das aulas de Educação Artística da Eliana?

O fato é que hoje, se você zapear pelas emissoras abertas durante a manhã, irá encontrar o Britto Jr. com notícias urgentíssimas sobre alguma celebridade, a Fátima Bernardes falando sobre selfies e o João Kléber prestes a revelar um segredo. Não existe mais programação infantil na tv aberta, o último pilar, que se mantém em pé há 21 anos, sendo que nos últimos 10, já perdeu metade da audiência, é “Bom Dia & Cia.” do SBT, que está sozinho nesse mar de chorume que se tornou nossas manhãs.

Não se sabe exatamente quem seria o responsável por uma queda tão brusca ao longo dos anos, mas se é que exista um ÚNICO. Internet, serviços como NetFlix, maior acesso a tv a cabo e, como aponta a ex apresentadora Jackeline Petkovic, em entrevista ao UOL, o programa “engessou, parou no tempo“. O que era interessante pra nós aos 7 anos de idade, não é mais interessante pra molecada? Mudou tanto assim? Também ao UOL, Beth Carmona, que foi ninguém menos que a diretora de programação da TV Cultura, durante o auge do Castelo Rá-Tim-Bum e outros trocentos programas, diz que o público infantil se tornou desinteressante para os anunciantes, e a tv aberta já não quer mais investir.

TV Globinho: Dragon Ball Z, Yu-Gi-Oh!, Bey Blade, Digimon…

É uma pena que crianças cujo os pais não possuem condições de ter um tablet com internet, ou assinatura de tv a cabo, fiquem sem uma programação matinal educativa e interessante. Aparentemente, nossa geração foi a última que teve opções de programação nas quatro principais tvs abertas. Saem as apresentadoras fofinhas e entram os plays de youtube e serviços de streaming. Quem perde com isso? Não sei, mas eu certamente não trocaria a Eliana me ensinando a usar tesoura sem ponta por nada…

Adolescência tem gosto de menta

"Cara, como tá meu hálito?"

5 de setembro de 2014

Imagina você tá na balada e chega a boquinha do Michel Teló te mandando escovar os dentes?
Melhor fazer isso antes de sair de casa.

Confesso que sempre tive certas dificuldades em ser mais sociável em baladas. Minha vibe sempre foi boteco, mas claro, na adolescência, acompanhava meus amigos em vários rolês malucos pela noite. É fato que, além de ser um bastante muito demais pouco tímido, sempre fui meio paranoico com meu hálito. Ainda mais depois que você bebe um pouco de cerveja e né… não vai chegar na garota que você tanto curte baforando igual um membro da SAMCRO.

Eu costumo dizer que adolescência tem gosto de MENTA. Seja bala, chiclete, creme dental ou antisséptico. Qualquer adolescente (com o mínimo de cuidado) “devorou” menta antes de, como dizem lá no interior, “ir pro combate”. E confesse, você muitas vezes pediu pro seu amigo dar aquela conferida no seu hálito…

Nessa ideia, Oral-B trouxe novamente as boquinhas de Michel Teló e Rodrigo Faro pra cantar -e contar- um pouco da história de milhões de brasileirinhos que estão ai tentando um lugar ao Sol. Mas com hálito fresco, plmdds…

O dia que me desapeguei de “As Crônicas de Gelo e Fogo”

É possível um colecionador se desapegar? Eu consegui

3 de setembro de 2014

Como os amigos do fórum já perceberam, seja através de fotos no instagram ou esse vídeo aqui, sou um ACUMULADOR COMPULSIVO. Adoro guardas coisas e mais coisas, e sempre que vou organizar a bagunça percebo a quantidade brinquedos, dvds, livros e etc que não uso/leio/vejo há ANOS.

Dia desses o pessoal da OLX me convidou pra me desapegar de alguma coisa. E confesso que não foi fácil, mas eu procurei com muito carinho nas prateleiras do meu escritório e lembrei dos dois primeiros livros de “As Crônicas de Gelo e Fogo“: Guerra dos Trones e A Fúria dos Reis (responsáveis pelas duas primeiras temporadas da série, inclusive). Ganhei esses livros em 2011 e estão ali guardados… esperando o inverno chegar.

“e pela primeira vez em centenas de anos a noite ganhou vida com a música dos dragões” (trecho do livro Crônicas de Gelo e Fogo: a Guerra dos Tronos

São dois livros especiais e importantes, me ajudaram a entender melhor esse universo fantástico de George R.R. Martin. E como eu confio na OLX (ativa desde 2006 e mais de 16 milhões de usuários únicos mensais), resolvi participar essa campanha de “Desapegar é só começar“.

O bacana é que não tem mistérios. Em menos de 5 MINUTOS eu já tinha criado o anúncio, via celular mesmo. O processo é muito simples e 100% gratuito. Aqui tem o APP para iOS, mas o esquema é o mesmo para Android. Gostei tanto (sério) que em breve colocarei alguns action figures pra vender, digo, desapegar.

UPDATE: o livro foi vendido para o amigo do fórum Fernando Lopes

COMPRE as duas primeiras edições de Crônicas de Gelo e Fogo: a Guerra dos Tronos

Então, é possível um colecionador se desapegar?
É SIM!

Elenco de “Os Batutinhas” se reúne, 20 anos depois, e recria pôster do filme

HAHAHAHA, que saudades dessa turma =P

3 de setembro de 2014

20 anos depois, o elenco se encontrar para um ensaio fotográfico a convite da 22 Vision

20 anos depois…” – em 2014 lemos essa frase a exaustão, tudo porque 1994 foi um ano marcante. Nesse post aqui eu listei alguns acontecimentos que ajudaram nessa tarefa. E um dos filmes mais divertidos lançados em 94 foi “Os Batutinhas“, onde a molecada se identificou bastante com essa mini guerra dos sexos.

Pra comemorar essa data simbólica, o elenco se reuniu novamente para um ensaio fotográfico, e aproveitaram pra recriar as melhores cenas do filme. O ensaio é assinado por Brian Pocrass e Joey Lauren Koch da 22 Vision:




1994, o MELHOR ANO.

5 melhorias e avanços que a tecnologia de DRONES possibilitou

Criado para uso militar, os drones foram além e já trazem benefícios em todo planeta

2 de setembro de 2014

Dia desses estava de boa, tranquilo no meu escritório, quando um pequeno drone se aproxima da minha janela. Era parte da frota #cupdrones, que deixou o meu almoço e foi embora. O tempo passou e eu sofri calado. Pensando um pouco nessa maravilhosa tecnologia, fui atrás das inovações que o uso de o “Veículo Aéreo Não Tripulado“, ou simplesmente drone (zangão em inglês), trouxe para a humanidade. E, em breve, no nosso dia a dia. MAS ANTES disso…

Tá afim de ganhar um drone?

O uso de drones vai muito além. Aqui em São Paulo já existem encontros de usuários, onde a moçada passa o dia se divertindo. Já imaginou você com seu próprio drone? Ou um #cupdrone? Então, é o seguinte: a Cup Noodles escondeu 10 pelo mapa do Brasil, e quem encontrar, pode ganhar, além de um drone, uma viagem para o Havaí. MALANDRO, imagina você brincando de pegar água de coco em uma praia com seu drone?

Então corre lá no site do CupDrones e faça seu cadastro. E claro, ache seu drone. E agora que você sabe que pode ter um, se liga em algumas utilidades maneiras pra se dar a ele:

Entregas em casa

A Amazon há algum tempo começou a testar o uso de drones para realizar entregas de pedidos. Em menos de 24hrs, você recebe na porta da sua casa suas compras. Maneiro né? Mas não apenas a gigante do comércio eletrônico estuda a possibilidade, outras lojas estão em busca da lojística perfeita para o uso de drones para entregas. Tchau, carteiro!

Transmissão de imagens ao vivo

Me da ibagens comandante Hamilton!“. Essa frase pode estar com os dias contados. O uso de helicópteros e as famosas “motolinks” podem cair em desuso mais rápido do que você imagina. Canais de tvs já estudam a possibiidade, e alguns programas aqui no Brasil já usam drones para gerar imagens para suas matérias. A vantagem? Custo baixíssimo e mais agilidade.

A luta contra o desmatamento

Volta e meia, imagens de satélites denunciam o avanço do desmatamento na floresta amazônica. Porém esse tipo de denúncia já está acontecendo em tempo real, ou seja, autoridades responsáveis podem agir com mais agilidade. Aqui no Brasil, alguns municípios já fazem uso de drones para monitoramento de áreas preservadas. A cidade de Altamira no Pará é um dos exemplos.

Levar internet para lugares isolados

O Google possui um projeto chamado Loon, que tem como objetivo levar conexão de internet para lugares isolados do planeta. Nada mais justo para o gigante das buscas. E para auxiliar nesse trabalho difícil, o Google comprou em 2014 Titan Aerospace, empresa que desenvolve drones que podem voar por até 5 anos sem aterrizar. Com isso, o Google pode criar pontos específicos para distribuição de internet.

Proteção aos animais

Na África, várias ongs e projetos já utilizam drones na guerra contra caçadores ilegais. A Peta desenvolveu um especial para comunidades locais ajudarem na procura. Outra ong, a Ol Pejeta, atua no Quênia contra a matança de rinocerontes e claro, os drones são fortes aliados no monitoramento de manadas. Pra fechar, na Namíbia, o WWF utiliza drones há algum tempo para vigiar elefantes.

>>> CONHEÇA O #CUPDRONES

Topo ^