Essa batalha a humanidade perdeu: vão fazer um filme sobre EMOJIS

Engraçado, filme sobre os emoticons (ou seria emotions?) do MSN ninguém faz

21 de julho de 2015

Eu nunca soube a diferença entre emotions e emoticons, mas gostava muito de usá-los no MSN. Aliás, você sabe o que é o MSN né? Bem antes do WhatsApp ser o app da vez, era através desse programa (sim, programa de computador) que a gente se comunicava. Poxa, era mó legal mandar uma indireta através do subnick, ficar entrando e saindo só de zuá, deixar o plugin do Media Player ativado e mostrar seu ótimo gosto musical, ou simplesmente mandar uma ovelha para as pessoas.

Com o passar dos anos e graças a mobilidade, a maneira das pessoas se comunicarem foi mudando. Primeiro veio o facebook que servia como orkut e MSN ao mesmo tempo, mas quanto mais os smartphones iam se tornando populares, mais aplicativos de conversação instantânea apareciam. Aí o Zuckerberg foi lá e comprou o Zap Zap e pronto. Todo mundo passou a usar.

Com espaço menor pra digitar as pessoas ficaram ainda mais preguiçosas, e como todo mundo gosta de expressar o que sente em imagens, os emojis passaram a fazer parte de vez da nossa vida. Hoje eles estão em qualquer rede social, propaganda de banco e até venceram Cannes. O céu é o limite para essa invenção japonesa lááá da década de 90.

E como quase tudo que é sucesso vira filme (tão fazendo filme do Andry Birds mano), obviamente os EMOJIS teriam seu lugar na tela de cinema. E pasme: existiu concorrência entre três estúdios para ver quem ficaria com os direitos de adaptação.

Venceu a Sony. O filme ainda não tem data para entrar em produção, mas sabe-se que será uma animação. O problema de um hype de internet é que ele tem prazo de validade. Se há 10 anos eu te contasse que em 2015 o MSN e o orkut já não existem mais, você acreditaria? Então é melhor lançarem o quanto antes…

Bem, a humanidade perdeu essa batalha. Agora resta saber qual o próximo longa inspirado em alguma bobagem que a gente diz por aqui… Já sei! Quem sabe o “MANDA NUDES” ganhe uma versão com a Scarlett Johansson? EU ACREDITO!

FONTE

Se eu já chorei com o trailer de “O Bom Dinossauro”, imagina no filme…

A PIXAR tem dessas meus amigos

21 de julho de 2015

Eu chorei pra c#ralho em Divertida Mente e não tenho a menor vergonha de admitir. Teve um momento que eu precisei tirar o óculos 3D da cara pra limpar de tão embaçado que estava. A PIXAR tem dessas de esquecer que existem crianças na sala do cinema. Enquanto a molecada tá lá rindo ou sem entender nada, os adultos estão chorando sozinhos.

Até o presente momento Divertida Mente é, pra mim, o melhor filme de 2015. Mas sabe quem pode tirar seu posto? A própria PIXAR, já que somente com esse trailer MARAVILHOSO de “O Bom Dinossauro“, deu pra ver que o filme que estréia dia 17 de dezembro no Brasil tem tudo pra ser outra obra prima do estúdio.

A última vez que a PIXAR fez um filme com pouco diálogo saiu WALL-E e bom, esse filme entra no meu Top 10 de favoritos fácil. A direção fica por conta de Peter Sohn, um cara que tem praticamente o estúdio em seu DNA (basta clicar aqui e ver que ele esteve presente em quase todos os filmes da PIXAR).

O trailer é magnífico,
É lindo,
É PIXAR!

Tarde demais, os anos 90 voltaram: Xena vai ganhar nova mini série

XENA, A PRINCESA DOS ANOS 90!

20 de julho de 2015

Hércules era sucesso na TV e todo mundo gostava das aventuras do nosso herói pela mitologia grega, repleta de monstros em um CGI terrível, mas muito maneiro. Lá pelas tantas, aparece uma guerreira de nome Xena (o brasileiro nunca superou o nome) que faria uma mini saga de três episódios. Gostaram tanto que resolveram dar uma série só pra ela. Nascia o spin-off Xena: A Princesa Guerreira.

O sucesso foi avassalador, mais até que o próprio Hércules. Até hoje é uma das séries mais lembradas da década de 90, ganhando o status de “cult“. E como eu e você já aprendemos aqui no Amigos do Fórum, os anos 90 estão voltando com toda a força. Agora é com a nossa geração que AS GRANDES EMPRESAS DO MAL vão brincar de destruir ídolos. Ou não.

XENA AMOR DA MINHA VIDA EU AINDA TE AMO NUNCA ME ESQUECI DE VOCÊ BRILHANDO NO SBT

Segundo o Hollywood Reporter, a NBC está desenvolvendo uma mini série de Xena, provavelmente contando as origens do personagem. O lado positivo é que os produtores originais estão de volta: Rob Tapert e Sam Raimi.

Mas nesse retorno Xena terá uma nova inspiração mais atual. Os caras querem uma heroína na pegada de Katniss de Jogos Vorazes, que já provou ser o tipo de protagonista que conversa com essa geração. Mas claro, eles também procuram alguém que tenha o carisma de Lucy Lawless, nossa eterna Princesa Guerreira.

Durante a Comic Con, perguntaram pra Lucy o que ela acha da ideia: “Pessoal, eu vivo sugerindo essa ideia, seja comigo ou não“. Detalhe: ela é esposa do produtor Rob Tapert.

Bom, que venha uma versão Katniss da Xena. Eu aprovo.

UPDAPTE: a própria Lucy Lawless desmentiu os boatos =/

Imitando 11 personagens de Orange Is The New Black

Deem um Emmy Awards pra essa mina

20 de julho de 2015

Orange Is The New Black tem um elenco magnífico e apaixonante. Tudo isso graças a diversidade única que a série trás, contando história de mulheres de todos os tipos (parece até a vida real, né?). Seria impossível o agora drama do Netflix não possuir um catálogo gigantesco de personagens marcantes, cada um com o seu jeito único.

Eis que uma youtuber resolveu homenagear a série imitando 11 personagens que fracamente, só de ouvir a entonação da voz você consegue saber quem é. MUITO LEGAL!

Piper, Flaca, Red, Black Cindy… Meus personagens favoritos estão aí. Sensacional.

Além de concorrer a MELHOR DRAMA, Orange Is The New Black concorre a sabe o que? Óbvio: Melhor Escolha de Elenco \o/

Obrigado por tudo, James Gandolfini!

Obrigado por tudo, Tony Soprano!

17 de julho de 2015

Terminei The Sopranos.

Foi em 2014 quando resolvi pagar uma dívida comigo mesmo e dar início a uma maratona dessa série que todo mundo dizia que era boa, mas eu nunca corri atrás de saber se era verdade.

6 temporadas depois lá estava eu tremendo de ansiedade, com um nervosismo inacreditável e os olhos cheios de lágrimas esperando a Meadow se juntar a Tony, Carmela e A.J. e comer uns anéis de cebola. Ainda não caiu a ficha que nunca mais verei nada novo de Sopranos.

Sopranos é uma obra prima. David Chase mudou a TV pra sempre quando resolveu contar a história de Anthony John Soprano. Se existe Walter White, Frank Underwood, Jax Teller, é porque em 1999 Tony teve uma ataque de pânico e foi parar no divã de uma psiquiatra.

Depois disso tudo mudaria. Sopranos ensinou a tv como transformar um monstro em ícone pop e amado por todos. Ao entrar na mente de Tony e tentar entender o que motivava aquele mafioso a ser o que é, a David Chase pavimentou uma estrada que seria usada por muitos. Inclusive por Gilligan ao criar Breaking Bad, a série que de fato mudou minha maneira de consumir conteúdo.

É engraçado que se não fosse por Breaking Bad, eu jamais teria chego a Sopranos. E se não fosse por Sopranos, eu jamais teria visto Breaking Bad.

James Gandolfini será pra sempre Tony Soprano. Seu personagem brincou com nossa mente durante seus 86 episódios, sua inquietude, sua explosão, seus ataques, seu amor e honra. Tentei entender Tony Sopranos e sem querer comecei a me entender. A jogada psicológica é inevitável, você o tempo todo se coloca no lugar dele.

Máfia, família, amigos, crime, dinheiro.
Nada pode ser maior que Sopranos.

Obrigado por tudo Tony Soprano. Obrigado por tudo James Gandolfini! E aproveite os anéis de cebola, eles são os melhores do estado.

A nova geração de mutantes coloridos nas imagens de “X-Men: Apocalypse”

Um pouco de cor não faz mal a ninguém

16 de julho de 2015

Há 15 anos atrás o primeiro filme dos X-Men chegava aos cinemas e marcaria o início de uma febre de adaptações de quadrinhos. De lá pra cá muita coisa foi feita, mas uma é certa: os estúdios tem medo de heróis coloridos. Ao contrário dos quadrinhos onde todo mundo parecia um carro alegórico, na telona a coisa é diferente. E talvez o grande responsável por isso pode ter sido os próprios mutantes.

Nolan também ajudou pra deixar tudo mais sério e dark, mas na boa, não custava nada uns uniformes coloridos de vez em quando. Ainda bem que o Bryan Singer resolveu deixar o mundo mais alegre em “X-Men: Apocalypse” e as primeiras imagens oficias provam isso.

Depois do vazamento do trailer exibido na Comic Con, a FOX deu um jeito de liberar algumas imagens pra conter a manada histérica. Na capa da EW dessa semana, temos Psylocke, o próprio vilão e Magneto de visual novo:

Também foram liberadas imagens individuais dos cincos principais mutantes do time Xavier, e olha, finalmente da pra diferenciar um do outro… não ficou aquela coisa uniforme escolar.

E porra, os caras estão nos anos 80, não existe desculpa melhor para eles se vestirem ridiculamente.

Alexandra Shipp como Tempestade

Lana Condor como Jubileu

Tye Sheridan como Ciclope

Kodi Smit-McPhee como Noturno

Sophia Turner como Sans… digo, Jean Grey

O filme estréia em maio de 2016.

Topo ^