A vida e obra dos jogadores de League of Legends no “Mais Você”

Bem vindo ao mainstream

14 de abril de 2014

Beijar na boca ou jogar LOL?

Com mais de 30 milhões de usuários cadastrados ao redor do mundo, League Of Legends é um fenômeno sem igual. Tanto sucesso e horas dedicadas ao game por parte do usuário, deu ao LOLzinho o título de e-sport e, em certos países, os jogadores já são considerados atletas profissionais. Em 2013, mais de 8 milhões de obamas foram distribuídos em prêmios em seus campeonatos oficiais.

Tanta gente se dedicando ao game de modo profissional ou não, despertou a curiosidade do mainstream brasileiro. Ou seja, League of Legends está no foco até mesmo da Globo. Hoje foi tema de uma reportagem do Mais Você, com direito a Louro José falando do assunto. Um marco.

É amigos, o LOLzinho está mais em alta do que nunca…
Nunca ficar em casa comendo salgadinhos enquanto seus amigos beijam na boca rendeu tanto. Em alguns lugares o prêmio máximo para o vencedores do torneio podem chegar a 100 mil dilmas. PQP! Prefiro 100 mil dilmas a pegar sapinho. E você?

Só toma cuidado com os exageros fera…

Sentinelas Vs Mutantes na batalha de abertura de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”

EITA PORRA O.o

14 de abril de 2014

Cara que medo dessas Sentinelas do Futuro, pqp. Essa invasão me lembrou Matrix Revolutions, UHEUEHUE. Como vocês sabem, Sentinelas com aquele visual clássico dos quadrinhos só no “núcleo do passado”, nos anos 70. Essas são as versões do futuro, afinal, toda tecnologia deve evoluir =D

Esse trecho foi exibido ontem no MTV Movie Awards.

Chorei com a carta de despedida do Windows XP

Bom descanso, amigão =/

10 de abril de 2014

Fotografado em 1996, esse belo campo fica na região Napa Valley, Califórnia. A fazenda ainda existe e é possível encontrá-la no Google Maps

Demorei pra abandonar o Windows XP. De longe o sistema operacional que mais usei na vida, foi com ele aliás que durante 3 anos da minha vida fui técnico em informática. Na época, 100% dos computadores que existiam onde eu trampava usavam esse sistema. Cheio de pau, travando mais que coluna de velho, o XP marcou o início da jornada de muitas pessoas na era dos computadô.

Terça feira, 8 de abril, a Microsoft oficialmente deixou de prestar suporte ao sistema, ou seja, a partir dessa data não haverá mais atualizações de segurança, sistema e packs. Acabou, é o fim. O sistema mais famoso do mundo ganhou uma carta de despedida no blog oficial da Microsoft Brasil. Deu vontade de chorar lembrando dos bons momentos de ódio que passei com esse sistema…

Queridos usuários e amigos,

Como muitos de vocês já sabem, em 8 de abril de 2014, termina o meu suporte. Isso significa que você não receberá mais atualizações e patches de segurança, pois a melhor decisão é se afastar de mim e adotar o Windows 8.1. Com ele, você poderá trabalhar de forma mais segura e de acordo com as necessidades atuais, tanto no trabalho quanto em casa.

Gratidão é a palavra que vem ao meu kernel quando me lembro dos últimos 12 anos em que pude ajudar você a trabalhar, se comunicar e se divertir de uma maneira original em seu momento. Espero que fiquem com uma lembrança agradável do meu papel de parede, esse monte verde com um céu azul e nuvens brancas. Muito obrigado pela oportunidade de poder servi-los como um sistema operacional.

Esse é um momento de nostalgia e por que não derramar alguns bits ao recordar o que se passou desde os meus 600 dias de desenvolvimento – gestação – em Redmond, época na qual me chamavam de “Whistler”. Durante as reuniões Windows Info, foram consumidos 2.700 kg de macarrão e servidos 86.400 frappuccinos, segundo dados coletados pela minha equipe de desenvolvimento. Boas lembranças, mas não tão boas quanto as que tenho do tempo que passei nos monitores de todos vocês, ajudando-os desde trabalhar de forma mais eficiente até fazer um belo vídeo com o Windows Movie Maker.

Vocês se lembram de que fui o primeiro a aceitar conectividade USB quando ainda não havia memórias portáteis? Fui o primeiro a incluir um utilitário para gravar CD. Eu tinha o Windows Media Player. E o que dizer do Pinball? Com ele, fiz você perder um pouco de tempo muito antes dos pássaros mal-humorados e dos doces viciantes. Na minha época, tive o ambiente gráfico mais agradável, uma interface de uso mais fácil, fui o primeiro com vários perfis de usuário, o ClearType que já pensava na proliferação de monitores LCD, escritórios remotos. Grandes lembranças de outros tempos, mas a tecnologia avança e é preciso dar espaço à inovação.

Nos próximos dias, estarei aposentado e desfrutando da tranquilidade. Agora, preciso de um tempo para mim e meus bytes. E a primeira coisa a fazer será me esquecer das atualizações de terça-feira – tão necessárias e que não estarão mais disponíveis.

Desejo a vocês o melhor em todos os projetos profissionais e pessoais que empreenderem agora com o Windows 8.1. Estou contando os segundos para me sentar em uma cadeira de balanço com um chá gelado e ver passar as novas gerações, como o Windows 8.1 com sua próxima atualização e – por que não? – o Windows Phone 8.1. Ambos são herdeiros da estirpe dos grandes sistemas operacionais da Microsoft.

Despeço-me agora para preparar minha bagagem. Em pouco tempo, vou descansar ao lado de produtos icônicos e históricos, como Windows 3.1, Windows 95, Messenger e Office 2003.

Se quiser ter uma lembrança minha sempre presente, podem colocar a imagem do meu papel de parede no Windows, não importa qual nova versão você usa.

Muito obrigado por esses anos que compartilhamos.

Com os meus melhores desejos tecnológicos,

Windows XP

Saudades MSN…
Saudades I.E. 6.0…
Saudades Media Player 8…
Saudades Windows XP…

Iron Maiden, Game Of Thrones e a pirataria: uma relação de amor?

Alugar na Locadora Torrent pode gerar coisas boas

10 de abril de 2014

Que atire o primeiro mouse quem nunca alugou alguma coisa na Locadora Torrent… é difícil, nesses tempos corridos onde você quase nunca tem tempo pra acompanhar “em tempo real” alguma série ou correr pro cinema ver uma estréia, não usar do velho e conhecido método de compartilhamento de conteúdo, ou como alguns gostam de chamar, pirataria.

A evolução da tecnologia já provou por A + B que conteúdo de qualidade e preço acessível quando, caminhando lado a lado, são fortes aliados. O iTunes e o NetFlix são exemplos de sucesso. Porém, ainda que gravadoras e grandes produtoras de cinema tentem retirar do ar conteúdo pirata, outros nadam a favor de algo que, acredito eu, seja impossível de combater em pleno século XXI. Ou não necessariamente nadam a favor, eles simplesmente esquecem ou usam para benefício próprio.
É o caso da banda de metal Iron Maiden e a série Game Of Thrones.

Um site chamado Musimetric usa informações das redes sociais e BitTorrent para apontar onde o maior número de fãs piratas se encontram, após isso, oferecem um plano a banda analisada, como onde devem focar os seus shows e etc. Em 2013 o site apontou a América do Sul (principalmente no Brasil, Venezuela, Colômbia e Chile) como principal consumidora das músicas da banda Iron Maiden. Via download, claro. Somente o Brasil, indicado com um dos que mais fazem download ilegal das músicas, rendeu a banda cerca de 6 milhões de reais no último show. Tamanha coincidência gerou boatos que a banda teria contratado os serviços do site, algo não confirmado pelos produtores.


Iron Maiden no Rock In Rio. Em 2013, sua passagem no Brasil, grande “baixador” de conteúdo ilegal, rendeu a banda 6 milhões de dilmas

Enquanto isso, em outra mídia, a HBO vem merecendo aplausos. Em pé. Enquanto a Globo ainda insiste em retirar do ar conteúdo que “ferem seus direitos” no youtube, o SEO da HBO mostra uma certa alegria em saber que Game Of Thrones, atual líder de audiência no canal, foi a série de tv mais pirateada em 2012 e 2013. Pra se ter uma ideia, só episódio de estréia da quarta temporada no último domingo, quebrou recorde de download em um único dia (1,5 milhões de pessoas em apenas 15 horas). E claro, foi líder de audiência na tv paga americana.

Jeff Bewkes, CEO da Warner Cable Inc. fala que a pirataria é algo positivo para a HBO. Quanto mais gente compartilhando, mais gente interessada em assinar o canal. Quanto mais boca a boca, melhor.

“Se você analisar, ‘Game of Thrones’ é o programa mais pirateado do mundo. Bem, você sabe, isso é melhor do que um Emmy”

Ser o programa mais pirateado do mundo é maior que um Emmy, o prêmio máximo da TV.
Na mesma pegada, Michael Lombardo, presidente da HBO, disse que tamanho sucesso nos torrents da vida soa como um “elogio a HBO“. É interessante notar que em nenhum momento a emissora deixou de perder 1 real com a pirataria. É claro que esse blog não apoia nenhum tipo de venda ilegal de conteúdo, seja ele um MP3 ou carro, porém é preciso entrar na mente de quem gosta do que você, seja pessoa física ou multinacional, produz.

Nadar contra a corrente é sempre uma derrota certa.


Game Of Thrones S04E01: recorde na internet e recorde na tv

Como a Nova Zelândia encontrou no cinema um incetivo para o turismo

Um belo país com excelentes números de desenvolvimento encontrou nas produções cinematográficas algo lucrativo

9 de abril de 2014

New Zealand Educated – Brasil te convida a conhecer a Terra Média

Quando assisti O Senhor dos Anéis pela primeira vez fiquei me perguntando se aquelas paisagens também eram efeitos especiais, uma tela de fundo verde ou se realmente existiam. E se existem, onde essa mistura de montanhas com neve, campos verdes e vulcões estaria no globo? Bom, foi quando tive o segundo contato com a Nova Zelândia. O primeiro foi com aquele maluco da TV Colosso (só os fortes irão lembrar).

Quando em 2001 “A Sociedade Do Anel” entrou em cartaz, milhões de fãs da Terra Média compartilharam do mesmo sentimento de curiosidade que o meu. Vieram os três filmes, muitos Oscars, bilhões em bilheteria. Mas ei? O que isso significa de verdade para um país? Quando as agências de turismos de lá começaram a receber muitos, mas muitos estrangeiros interessados em conhecer o Condado, Mordor ou Minas Tirith, uma luz se acendeu e eles começaram a encaixar as peças: o cinema é sim uma fonte de turismo.

Sir. Peter Jackson é um dos responsáveis por fazer a Nova Zelândia assumir o apelido carinhoso de Terra Média

9% do PIB da Nova Zelândia é derivado do Turismo, claro, nem tudo é cinema por lá. Cidades “radicais” como Auckland ou Rotorua, com forte cultura Maori, também faz parte do destino de muitos aventureiros, porém nota-se um grande e crescente número de jovens fãs do universo Tolkien desembarcando na “A Terra da Grande Nuvem Branca“, ou simplesmente Nova Zelândia.

Quando em meados de 2011 as filmagens da trilogia de O Hobbit começaram, Sir Peter Jackson anunciou que os sets d’O Condado não seria desmontado e naquele mesmo ano, juntamente com o Primeiro-Ministro John Key, anunciaram a criação de Hobbiton, um complexo turístico onde é possível sentir na pele o que é ser um hobbit do bolsão.

A Nova Zelândia adotou de vez o carinhoso apelido de Terra Média e desde 2012 vem lançando belíssimas ações de marketing para promover o país, afinal, estamos falando aqui de filmes que arrecadam na casa dos bilhões. Um vídeo intitulado “100% Middle-earth, 100% Pure New Zealand“, moedas comemorativas, anões em aeroportos, tudo para deixar o turista de queixo caído desde o primeiro contato com o país.


Situada na Ilha Norte, a região de Taranaki serviu de locação para o filme O Último Samurai de 2003

Mas engana-se quem acha que apenas o nativo Peter Jackson tem olhos para sua belíssima terra. Diretores vencedores de Oscar voltaram seus olhos para essa pequena ilha na Oceania e estão transformando a capital Wellington em uma Hollywood do Hemisfério Sul. A cidade é a capital do país e é chamada de “a menor maior cidade do mundo“. Wellington abriga os estúdios de Peter Jackson e recentemente se tornou o lar de James Cameron. O diretor já usou a Nova Zelândia em Avatar e agora pretende filmar os 3 próximos filmes por lá, graças também a avançada tecnologia da Weta Digital, outro fruto do efeito O Senhor Dos Anéis.

Conheça a New Zealand Educated e faça da Nova Zelândia seu destino para intercâmbio

Um país avançado culturalmente e tecnologicamente, um dos melhores IDHs do mundo, país mais pacífico e a educação entre as melhores. A Nova Zelândia é o lugar ideal para fãs de cinema, paisagens naturais, esportes radicais e principalmente, qualidade de vida. A New Zealand Educated Brasil tem a missão de te levar para a Terra Média e fazer do seu intercâmbio uma experiência única, uma experiência para a vida toda.

Acesse o site Study In New Zealand e curta a fanpage. Muitos de vocês que acessam esse blog pensam em fazer intercâmbio, portanto, se você sempre levou a sério as boas indicações do Amigos do Fórum vai pensar com carinho sobre a possibilidade. Eu conheço o pessoal de lá e posso afirmar que você está em boas mãos. Boa viagem, bons estudos e lembre-se: não é tão simples caminhar até Mordor!

Topo ^