Teorias Sons Of Anarchy: quem é a mendiga que aparece em todas as temporadas?

ATENÇÃO: esse post contem spoiler das seis temporadas de Sons Of Anarchy

23 de setembro de 2014

Uma personagem enigmática acompanha Sons Of Anarchy há 7 temporadas. A figura de uma moradora de rua desperta a curiosidade dos fãs, e cria algumas suspeitas. Como o melhor de uma série é sempre falar sobre a mesma, debater teorias e colocar “achismos” na mesa, é hora da gente viajar um pouco nas ideias e criar teorias sobre a presença da mendiga.

Ano passado, fiz algo parecido com Breaking Bad e a tal “Teoria Macabra”, que ao final, se provou ser apenas uma viagem foda. MAS não estava 100% errada, já que o próprio Vince Gilligan se pronunciou a respeito, e disse que sim, brincou bastante com elementos abordados na tal teoria. Enfim, voltando a Sons Of Anarchy… Fiz uma pequena pesquisa em fóruns e grupos de facebook atrás de teorias sobre a presença da personagem em praticamente TODOS momentos importantes. Seja antes, durante ou depois deles. Cheguei a três pontos interessantes para debatermos. Vamos lá?

Ela é Emily Putner, mãe de Brooke Putner

Suposta aparição no episódio 09 da sexta temporada

No episódio “John 8:32” (sexta temporada, episódio 9) uma garota aparece do nada e derruba a moto do Tig. Pouco depois sabemos que essa garota é Brooke Putner, cuja mãe foi morta durante o engavetamento que também matou o pai do Jax. Ao ir atrás da garota, Jax vê uma foto da mãe da garota, e uma forte sensação de “já vi o rosto dessa mina antes” bate. Eis que surge a primeira teoria: a mendiga é apenas a mãe da garota, que sobreviveu ao acidente e passou a seguir o MC em busca de vingança. Ou apenas não voltou pra casa após o acidente.

Ela é uma agente disfarçada

Recolhendo o garfo e o ferro usados para matar Tara no episódio 13 da sexta temporada

Essa teoria talvez seja a mais impossível de todas, porém, a mais maneira. Ela ganhou força quando a mendiga aparece até em Belfast, no episódio 11 da terceira temporada. Ela estaria seguindo o MC por toda a parte, reunindo o máximo de provas possíveis. Outra passagem da série que da forças a essa teoria, é o último episódio da sexta temporada, quando a mendiga revira o lixo e pega o garfo e o ferro usados para matar Tara. Em se tratando de Kurt Sutter, podemos esperar qualquer coisa. Afinal, SoA é uma série recheada de reviravoltas fantásticas.

Ela é uma oráculo, alusão a obra Shakespeare

Quinta temporada, episódio 13

A narrativa de SoA é baseada na obra de Shakespeare, mas precisamente na de Hamlet, que Sutter já se revelou grande fã. A mendiga seria uma das maneiras dele prestar uma homenagem. Na tragédia de Hamlet, a figura da oráculo é presente, provendo questionamentos e informações a respeito do futuro do herói. Ele mesmo já falou a respeito nessa entrevista aqui. Ou seja, a mendiga nada mais é que um representação dos momentos em que Jax passa por difíceis decisões emocionais a respeito de si mesmo, família ou o MC.

E você? O que você acha?
Essa mendiga pode ser um personagem real que terá um peso ao final da série? Ou é apenas uma sacadinha FODA do Sutter? COMENTE!

Fontes [1] [2] [3]

Cavaleiros que parecem real dolls, Star Wars Rebels e Minecraft

Videocast Amigos do Fórum #08

23 de setembro de 2014

Olá amigos do fórum.

Estamos de volta com o VIDEOCAST AMIGOS DO FÓRUM, mais atrasado que o Seiya subindo as 12 Casas do Zodíaco. Vamos bater mais um pouquinho em “A Lenda do Santuário“, comentar o episódio piloto do excelente Star Wars Rebels e por fim, ficar com inveja do mano que vendeu Minecraft por 2,5 bilhões de obamas. Mas antes de chamar a vinheta final, temos a estréia do nosso MOMENTO NOOOOOOOOSSA.

Cavaleiros que parecem real dolls, Star Wars Rebels e Minecraft

Links comentados:

>> CANAL AMIGOS DO FÓRUM
>> CANAL NERD RABUGENTO
>> CANAL QU4TRO COISAS

E o filme do Deadpool terá classificação PG-13 (graaaande coisa)

Um filme não precisa de sangue pra ser bom

22 de setembro de 2014

Semana passada o tããão esperado filme do Deadpool foi oficializado. Depois dos fãs quase infartarem nas redes sociais, a má notícia (pelo menos pra eles) chegou. A realidade bateu na porta. Acabou a bagunça. Ao contrário da filmagem teste que vazou tempos atrás, o longa metragem oficializado para fevereiro de 2016, não será tão violento assim: o roteiro só foi aprovado pela FOX depois que o diretor Tim Miller reformulou o mesmo para uma classificação PG 13.

Pois é. Chora mais.
Não é interessante para nenhum estúdio perder um dos principais públicos, só pra fazer um filme pra fã. Eu sei que é difícil pra você aceitar, mas fã de quadrinho não é responsável por 1% da bilheteria de um filme.

Watchmen, considerado uma obra prima das hq, foi um fracasso total de bilheteria, e teve classificação mínima de 18 anos. Ou seja, não parece ser um caminho bom a ser seguido pela FOX. O fato é que um filme não precisa ser sangrento pra ser bom, e o diretor Tim Miller já declarou que pretende manter a alma do personagem, custe o que custar.

De qualquer forma, reveja a filmagem teste ai que o filme ainda vai demorar pra chegar.

Cara, que fan filme espetacular do SPAWN

Deu até um medinho aqui

22 de setembro de 2014

Spawn, de 1997: eis um filme que quase ninguém comenta, né? Me lembro de ter assistido muito no SBT e até da primeira vez me que ele foi exibido na tv aberta, em uma sexta feira chuvosa na TELA DE SUCESSOS (quem manja?). Eu gostei do filme, mas né, naquela época eu não tinha muita noção do que era bom ou ruim. O fato é que nunca mais vi esse filme, vou até dar uma alugada na Locadora Torrent pra ver…

Enfim. A moçada gostou tanto assim do filme, mesmo com o próprio criador do personagem, Todd McFarlane, participando do roteiro. Porém esse curta metragem, feito por Michael Pari, é bem bacanudo e é só elogios por parte dos fãs de várzea, os fãs de dois toques na bola.

Via Judão

Ao contrário do El Bigodon, eu nunca consegui ter bigode

Um drama de adolescência que dura até os dias de hoje

20 de setembro de 2014

Eu não consigo ter barba.
Eu não consigo ter bigode.

Quer dizer, até tentei ter bigode e tal, mas é isso que acontece quanto tento cultivá-lo:

Essa é minha vida sempre que tento deixar algo PARECIDO com barba/bigode. Sofro com isso desde a adolescência, onde cresci vendo meus amigos comprando barbeadores (e eu comprando brinquedos). Mas enfim, chega de chorar choros… o fato é que a El Jimador, tequila 100% agave (e você não faz ideia do quanto isso é importante), convidou um velho conhecido nosso, principalmente da moçada dos anos 90, pra estrelar sua nova campanha.

José Valien Royo foi sucesso em comerciais, e duas décadas depois está de volta. PORÉM pra falar de El Jimador, tequila número 1 do México e que para GLÓRIA DO SANTUÁRIO não deixa ressaca. Óbvio, se consumida de maneira responsável. Se liga:

Lembre-se que tequila ou qualquer outro tipo de bebida alcoólica deve ser consumida de maneira MODERADA. Você não quer se tornar o Charlie Harper, né?
E lembre-se firmemente disso: deixe meu bigode em paz, eu não pedi pra nascer.

Filme do Deadpool confirmado: lembrei que não leio quadrinhos

Minha história com as histórias de quadrinhos

19 de setembro de 2014

Você provavelmente já leu isso em 200 lugares: o filme do Deadpool foi confirmado pela FOX, e deve chegar aos cinemas em fevereiro de 2016. É provável que o murmurinho das interwebs tenha feito a cabeça dos produtores executivos, depois daquela filmagem teste ter vazado. Se realmente foi isso não da pra saber, mas a notícia foi mais comemorada que a primeira transa.

Enfim, essa turma comemorando o fato do seu herói favorito ir para as telas do cinema, me fez lembrar de algo: eu não leio quadrinhos. E por isso, não fui tão impactado assim pela notícia. Com isso em mente, fui lá e gravei mais um VLOG DO FÓRUM, contando a minha história com as histórias em quadrinhos.

É importante lembrar que nem todos os vídeos serão postados aqui no blog, por isso é importante você…

SE INSCREVER NO CANAL

Star Wars Rebels: da na mão da Disney que ela resolve

Como apresentar o maior ícone da cultura pop para uma nova geração, sem ferir a obra original

19 de setembro de 2014

Um grande dilema que muitos donos de franquias devem passar, é o de como pegar uma obra com décadas de estrada, e apresentá-la a uma nova geração, que obviamente, não está habituada aos gostos de seus pais. Enquanto o maior anime de todos os tempos fracassou nesse quesito, Star Wars Rebels mostra o caminho a ser seguido, pavimentado de respeito e inovação.

Ezra: a jornada do herói é sua sina

A nova série, que estréia com um episódio especial de uma hora de duração (serão 16 na primeira temporada), se passa durante os acontecimentos do Episódio III e Episódio IV. Ou seja, temos aqui o surgimento dos primeiros sinais da rebelião, levemente comentada entre os oficiais do Império. A história é centrada no garoto Ezra, o qual vive de pequenos furtos realizados em seu planeta natal. Um verdadeiro malandro.

Ezra irá seguir o típico caminho da jornada do herói, simples e direto. O roteiro não tem nada do que você já não tenha visto: o herói precisando se aceitar como um, enquanto ajuda um grupo de rebeldes a salvar a galáxia. Porém a grande sacada dessa série não está em seu personagem central, muito menos no CGI bem mediano (nada de muito nooooossa), mas sim no respeito com a obra original. É fato que muitos marmanjos irão adorar a série. E você, hoje pai e não consegue tirar os Jedis da cabeça, certamente terá uma boa opção de entretenimento com o pequeno Padawan.

Zeb, o brutamontes da série. Detalhe: ele é idêntico a primeira arte conceitual de Chewbacca

A série tem muitas referências a obra original, como a presença (mesmo que holográfica) de Obi-Wan e da raça Wookiee. É difícil não se encantar novamente com esse universo, que a Disney, aparentemente, soube explorar: porque focar em Darth Vader, Luke e etc, se você tem toda uma galáxia de opções? Podemos contar outras histórias, afinal, estamos falando de trilhões de quilômetros quadrados, não de um único reino. E é com esse espírito de ter como base os filmes, mas apresentando todo um universo para uma nova geração, que Star Wars Rebels chega.

Agora, junte isso ao fato que nos próximos três anos, teremos outros três longas de Star Wars. Prepare-se para ver a franquia que praticamente, criou o conceito de blockbuster, mostrando como se fazer barulho no mundo pop. Rebels nada mais é que o cartão de boas vindas disso tudo, boas vindas pra você, fã das antigas, boas vindas pra mim, fã mais recente, e principalmente, para futuros fãs.

Da na mão da Disney que ela resolve.

Topo ^