Juiz autoriza que Brendan Dassey, de “Making A Murderer”, saia da prisão

Acusado de ser cúmplice do tio, Brendan pode ser solto a qualquer momento

Luide
Luide
15 de novembro de 2016

Quando Making A Murderer estreou, nem mesmo a Netflix tinha ideia do impacto que essa produção causaria. O que era pra ser apenas mais um título original cujo os direitos foram adquiridos pelo serviço de streaming, se tornou um fenômeno, tanto cultural quanto de audiência. Porém enquanto a série documental fazia sucesso e chocava seus espectadores, pessoas reais estavam vivendo aquele show de dúvidas e horrores exibidos nos 10 primeiros episódios da primeira temporada.

Diferente de outras séries que mexem com nosso psicológico, Making A Murderer tinha como personagens pessoas de verdade, e seu roteiro não saiu de nenhuma mente criativa. Era a vida real escancarada. O sucesso foi tão grande que acabou criando um culto a esse tipo de obra que questiona o sistema judiciário americano. Vieram American Crime Story, The Night Of e A 13ª Emenda, esse última também na Netflix.

Indo além, Making A Murderer se transformou em um fenômeno, digamos, offline, saindo desse ambiente de internet e fãs de cultura pop. A série ganhou as páginas de jornais, os programas de televisão, e o caso voltou a ter um lugar de destaque aos olhos do público, da mídia e da política. Até mesmo a Casa Branca acabou envolvida após um abaixo assinado pedir a liberdade Steven Avery.

E no meio de tanto pessimismo sobre o caso, Brendan Dassey, o sobrinho de Steven que acabou preso em circunstâncias ainda mais suspeitas, ganhou o direito a liberdade nessa segunda feira dia 14 de novembro. Ele foi preso quando tinha de 16 anos de idade, e foi condenado a prisão perpétua acusado de ser cúmplice do assassinato da fotógrafa Teresa Halbach, de 25 anos. Um juíze do estado de Wisconsin autorizou que Brendan aguarde o julgamento em liberdade.

Apesar de tudo, o procurador-geral diz que entrará com um pedido que anule a decisão. Agora é aguardar os próximos capítulos. A Netflix confirmou uma segunda temporada para Making A Murderer.

Atualização, quinta feira 17 de novembro

Um tribunal de apelação da Justiça federal nos EUA suspendeu uma ordem que dava a Brendan Dassey direito de aguardar o julgamento em liberdade. O procurador-geral de Wisconsin, Brad Schimel, apresentou uma moção contra a ordem em uma instância superior.

Seja doador e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 06/05/2017

  • Luide

Greg News começou bem. E não adianta fingir espanto com o teor do programa

  • 03/05/2017

  • Luide

O que levou a Netflix a se posicionar contra um comentário transfóbico no facebook

  • 28/04/2017

  • Luide

Por que ninguém assiste as séries boas da Netflix?