House of Cards: o fim obscuro da menina dos olhos da Netflix

Após seu principal astro ser acusado de assédio sexual, Netflix anuncia que 6ª temporada de House of Cards será a última.

Luide
Luide
30 de outubro de 2017

Update 31/10: a produção da sexta temporada de House Of Cards foi suspensa:

“A MRC e a Netflix decidiram suspender a produção da sexta temporada de House of Cards até segunda ordem, para nos dar tempo de avaliar a situação atual e responder às preocupações do nosso elenco e equipe.”

Foram exatas 15 horas entre a matéria do BuzzFeed News onde o ator Anthony Rapp acusa Kevin Spacey de assediá-lo quando ele ainda tinha 14 anos de idade, um pedido de “desculpas” desastroso do astro através do facebook e o anúncio da Netflix informando que a sexta temporada de House Of Cards será a última. O dia 30 de outubro de 2017 praticamente sepulta e coloca um fim obscuro nela que durante um bom tempo foi a menina dos olhos da Netflix, e série responsável por marcar uma virada de chave importante no modo de fazer e consumir esse tipo de conteúdo.

“A Media Rights Capital e a Netflix estão profundamente perturbadas com a notícia da noite de ontem sobre Kevin Spacey”,

diz o anúncio de ambas as empresas. “Em resposta às revelações da última noite, executivos de ambas as companhias chegaram a Baltimore nesta tarde para encontrar com o elenco e a equipe para ter certeza de que eles continuarão se sentindo seguros e apoiados. Como já estava programado, Kevin Spacey não está trabalhando no set neste momento.” finaliza a nota. A sexta temporada já estava confirmada para 2018, e agora, encerrará a saga dos Underwoods com um clima que série alguma desejaria para seu último ano. É um escândalo que nem mesmo Frank ou Claire gostariam de lidar.

Rejeitada por HBO, Showtime e AMC, House Of Cards estreou na Netflix em janeiro de 2013 com nomes de peso no elenco e David Fincher na produção. Não era a primeira produção original do serviço de streaming, mas foi sua principal aposta. No mesmo ano foi indicada ao Emmy Awards e no seguinte ao Globo de Ouro. Foi a primeira vez que a televisão tradicional precisou lidar com uma revolução que batia na porta de todas as emissoras.

Acontece que nesses tempo House Of Cards não sustentou sua impressionante qualidade  ostentada no primeiro ano, e viu outras produções originais Netflix tomarem seu lugar de destaque, mesmo estando presente em todas as edições do Emmy na categoria Melhor Série Dramática. A série sofreu um duro golpe com a troca de showrunners entre a quarta e quinta temporada, e em 2016 tivemos a pior temporada possível para a série. Talvez o cancelamento fosse inevitável, mas é fato que House Of Cards ainda atraia um grande público e muito marketing involuntário.

Com sua principal estrela envolvida em um escândalo e toda Hollywood se mexendo para lidar com as vítimas que finalmente perderam o medo de falar, House Of Cards está mais pressionada do que nunca. A menina dos olhos da Netflix encerra sua jornada como uma lágrima dolorosa.

Seja doador e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 23/10/2017

  • Luide

Poder e controle no centro de Mr. Robot

  • 19/10/2017

  • Luide

Mindhunter é o tipo de série que é fácil de gostar

  • 18/10/2017

  • Luide

Esses são os fãs mais inteligentes de Rick and Morty