Gemma Teller, a mãe que você não gostaria de ter (ou já tenha)

A mãe controladora que faz de tudo para manter sua família. A qualquer custo

Luide
Luide
11 de maio de 2017

É difícil esperar muita coisa de uma família completamente desestruturada, dominada pelo crime, com noções de moral distorcida e uma relação passivo agressiva. Mesmo assim, Gemma Teller em Sons Of Anarchy consegue superar quaisquer expectativas quando se diz respeito ao conflituoso amor materno. Uma mulher que ama o filho na mesma intensidade que ama a vida criminosa que está inserida.

A família sempre teve um trato romântico em filmes de máfia e derivados. Aquela instituição forte e unida contra as leis e os inimigos. Em Poderoso Chefão temos um exemplo perfeito do pai que se porta como um líder, da mãe serviçal e amorosa, e dos irmãos unidos uns pelos outros. Essa noção de família se torna ainda mais abrangente quando levamos em conta os comparsas, e é ai que Sons Of Anarchy se encaixa.

A família na série não diz respeito a estrutura pai, mãe e filho. É o clube. Portanto, o comportamento da matriarca abraça a todos esses membros, suas ideias e serve como um dos pilares que o mantém em pé. Gemma esteve presente em todos os momentos cruciais do grupo, desde seu nascimento até seu triunfo, portanto, ao ver sua cria direta surgindo como um potencial líder ao mesmo tempo que renega seus ensinamentos, a loba entende aquilo como uma ameaça.

Jax Teller cometeu muitos erros, lidou de maneira errada com alguns vícios do grupo e sonhou alto como seu pai. Esse choque de urgências acabou colocando Gemma em seu caminho. A mãe sempre irá se portar como detentora daquilo que é melhor para seus filhos, mesmo que isso seja claramente um erro. É a mãe controladora que muitos conhecem de perto.

É comum conversar com pessoas que deixaram a casa dos pais e contam que ainda sentem que a qualquer momento poderão encontrar a mãe na sala dando bronca com os copos deixados no sofá. Existe uma certa combinação de sentimentos, por um lado, aquela frustração de não conseguir se provar perante os pais, mas do outro, aquele incômodo de estar sendo vigiado, controlado e cobrado o tempo todo.

Jax percebeu que poderia levar os filhos para a mesma ruína que foi levado. E agiu a tempo. Falei sobre isso nesse texto.

Em Sons Of Anarchy acontece o mesmo. Gemma não acredita em Jax o bastante para apoia-lo em todas as decisões, chegando até mesmo a influência-lo em algumas. E como toda mãe, sua maior ameaça é quando outra pessoa desponta como rival. No caso a Tara, a quem Jax encara como uma companheira e ao mesmo tempo, uma chance de sair dessa vida.

É o que acontece quando você encontra alguém que te ame de uma forma diferente, um amor do lado de fora da casa, ou seja, que consegue ver quando ela está bagunçada. É a esposa que enxergar defeitos no filho querido da mamãe, e isso, claro, quase nunca termina bem.

O que Gemma Teller fez em Sons Of Anarchy certamente foi pela família. Agora, a que custo é outra história. E como já dito, a família na série é algo muito complexo, desde filhos de sangue até mesmo uma ideia. Jax ousou ir contra essa ideia, e bom, aconteceu o que aconteceu.

Posts Relacionados
  • 15/06/2017

  • Luide

Já podemos afirmar que essa é a melhor temporada de Better Call Saul

  • 14/06/2017

  • Luide

É isso que David Fincher, diretor de Clube da Luta, fez por House Of Cards

  • 14/06/2017

  • Luide

Um desastre chamado quinta temporada de House Of Cards