Dois Caras Legais é um filme engraçado pra c#$ralho!

O filme é literalmente uma piada: não te agrega nada, mas tem faz rolar de rir

Luide
Luide
25 de novembro de 2016

Através do humor alguns temas espinhosos podem ser debatidos, explorados e testar até onde o preconceito humano pode chegar. Situações onde aquilo que você ouve é responsável por um riso incômodo, pode muitas vezes ser usado para questionar nossos próprios vícios e perversidade. Porém, acima de tudo, uma piada precisa ser engraçada. De nada adianta ela te levar para os lugares obscuros da mente, propor uma reflexão ponderada sobre a sociedade, se ela não for engraçada.

Se a piada é ruim, todo seu contexto some. Mas e quando a piada é apenas engraçada, sem muito o que acrescentar? Bom, aí ela também é fantástica, já que humor muitas vezes vem carregado com altas doses de forçação de barra ou esterótipos batidos. Nesse aspecto Dois Caras Legais consegue se sair muito bem como uma piada. É o típico filme que você assiste, ri pra caralho e quando lembra de algumas situações no decorrer do dia, volta a rir e precisa se explicar para os amigos. Ou simplesmente passar vergonha em público.

Dois Caras Legais estreou em junho no Brasil, e como toda produção que estreia na temporada dos blockbusters de super heróis e grandes franquias, acabou passando batido. Mas certamente será lembrando e assistido por muito tempo, igual os grandes clássicos dos anos 80 que misturam boas doses de ação com aquele típico humor descompromissado que nós gostamos.

Dirigido por Shane Black, que fez o terrível Homem de Ferro 3, mas é roteirista de Máquina Mortífera, Dois Caras Legais chegou a Netflix Brasil em outubro, o que pode ser uma boa solução para sua falta de popularidade. Dificilmente alguém ficará insatisfeito quando os créditos subirem.

“Sabe quem mais seguia ordens? Hilter”

Ele tem alguns elementos de filmes noir, com uma trama incrivelmente chata e enrolada, onde uma série de ações parecem se interligar em um único crime, aquele que inicia a história. Você já viu isso milhares de vezes, mas não se preocupe, aqui pouco importa se você piscou e perdeu alguma parte da investigação. O filme não precisa disso pra te manter preso. Essa responsabilidade ficou com a excelente dupla Russel Crowe e Ryan Gosling.

Olha, eu gosto muito do timing do Ryan Gosling pra humor, é o típico ator que me faz parar para ver um filme dele. Não que ele seja um Robert De Niro da vida, mas sim porque ele é engraçado. O cara gente boa. No filme ele é o pior detetive particular do mundo, aquele que já jogou a toalha e nem mesmo a filha consegue ser uma fonte de inspiração. Mas tudo muda (óbvio, tudo sempre muda) quando Russel Crowe bate em sua porta e quebra seu braço.

O filme tem duas horas, o que pode parecer longo, mas Dois Caras Legais sabe criar uma situação engraçada em cima da outra. Cena após cena, você não consegue parar de rir. Em um determinado momento as coisas parecem ter sido solucionadas, e sinceramente, fiquei triste com o provável fim. Ainda bem que ainda restavam mais de meia hora de Dois Caras Legais.

Assista. Tem na Netflix. Assista de preferência ao lado dos amigos.
Ou não, afinal, sabia quem costumava assistir filmes ao lado dos amigos? Ele mesmo: Hitler.

Posts Relacionados
  • 28/03/2017

  • Luide

Pare e assista esse maravilhoso trailer de A Ghost Story

  • 24/03/2017

  • Luide

Fragmentado não me desceu

  • 24/03/2017

  • Luide

Assista ao final de Rogue One ligado com o início de Uma Nova Esperança