Uma cena excluída de Blade Runner pode estar na sequência

Roteirista do clássico pode reaproveitar sua ideia original de abertura para Blade Runner

Luide
Luide
10 de maio de 2017

Blade Runner de 1982 é icônico do início ao fim, e como falei em outro texto, basta apenas o letreiro localizando o espectador no local e ano que a história se passa, que o restante é preenchido pela trilha sonora e fotografia. A imagem que abre o filme mostra uma Los Angeles moderna, porém decadente. Com indústrias queimando a noite e carros voadores rasgando o céu poluído. É um choque ver uma cidade tão brilhante quanto Los Angeles vítima do homem.

Porém, na ideia original, o choque seria ainda maior. O mais incrível é que essa cena pensada para o filme de 1982 pode estar na sequência dirigida por Denis Villeneuve. É bom deixar claro que esse post é pura especulação baseado nas informações do documentário Dangerous Days: Making Blade Runner e frames do trailer de Blade Runner 2049.

A ideia original era apresentar Rick Deckard e esse novo mundo de forma impactante.

Hampton Fancher foi o roteirista do filme de 1982, e recebeu uma encomenda de Ridley Scott: uma cena de abertura impactante para Blade Runner, que mostrasse de uma forma simples e direta o que era aquele novo mundo. O diretor disse apenas que imaginava uma panela de sopa fervendo, e Hampton Fancher correu pra casa escrever e desenvolver a tal cena.

O filme começaria mostrando Deckard chegando em uma espécie de fazenda, em um clima escuro e pouco convidativo. Ele entraria em uma casa e veria uma panela de sopa sendo cozida. Pouco depois uma espécie de máquina agrícola encosta, e dela sai um fazendeiro grande que entra e pergunta se aquele estranho homem em sua cozinha gostaria de um prato de sopa.

Deckard nega e revela sua verdadeira identidade: um blade runner. Ela atira no homem sem nenhum motivo aparente e isso seria o primeiro susto que o espectador levaria. Por que matar alguém assim a queima roupa? Mas a revelação viria a seguir: Deckard abriria a mandíbula do fazendeiro e seria possível notar sua estrutura metálica, e dali, retiraria um número de identificação. Pois é, trata-se de um androide. O caçador sairia da casa em seu veículo deixando pra trás a fazenda e um cãozinho latindo, enquanto some em meio a poluição.

A cena infelizmente foi recusada, e Blade Runner ganhou a abertura que todos nós conhecemos. Mas no trailer podemos notar algumas semelhanças entre essa cena descrita e algumas imagens.

Davi Batista aparece entrando em uma casa e pelo reflexo da janela, trata-se de algum lugar meio deserto. Não é uma cena na cidade:

Logo em seguida ele está lutando contra Officer K, personagem de Ryan Gosling (que é um blade runner):

Por fim, Officer K sai de uma casa mostrando que se trata de uma espécie de fazenda. Podemos notar um veículo (talvez agrícola) no canto direito estacionado, e pelas cores do ambiente, é o mesmo lugar onde Davi Batista entra.

Essas três imagens batem com a descrição da cena que Hampton Fancher escreveu para o Blade Runner de 1982, e como alguns sabem, muitas de suas ideias foram cortadas do filme original. Porém em ele é um dos roteiristas de Blade Runner 2049, quem sabe não reaproveitou a ideia?

Posts Relacionados
  • 07/08/2017

  • Luide

Planeta dos Macacos: A Guerra, ou “Como ser tudo aquilo que os blockbusters não conseguem”

  • 27/07/2017

  • Luide

Filmes em 3D já não empolgam como antes, e iMax vai reduzir lançamentos no formato

  • 25/07/2017

  • Luide

Dunkirk é mais do que a obra prima de Christopher Nolan, é uma das melhores experiências de cinema que você terá