9 verdades e 1 mentira sobre SÉRIES

Usando de uma corrente pra dizer umas verdades... e uma mentira.

Luide
Luide
19 de abril de 2017

As correntes de facebook nada mais são que uma forma de pessoas falarem sobre si mesmo, sem o medo de serem rotuladas como ególatras. “ah, tá tudo mundo fazendo, porquê não eu?“. É verdade que praticamente tudo que nós dizemos se refere a falar de nós mesmo, mas mesmo assim, as “correntes” elevam isso a um patamar de idolatria.

Mas o que isso tem com o Amigos do Fórum? A diversão é parte da cultura pop, então resolvi me apropriar culturalmente dessa corrente/viral e dizer boas NOVE verdades e UMA mentira sobre séries de TV. Vamos lá?

How i Met Your Mother é melhor que FRIENDS

Ok, Friends é importante, uma das comédias mais influentes de todos os tempos, mas HIMYM é mais sofisticada. E não estamos falando de um choque de gerações, nada disso. Friends envelheceu mal mesmo, já HIMYM ainda se mantém atual graças aos temas que decide abordar (e o faz muito bem), principalmente aquele que acredito ser o centro de tudo: o amadurecimento.

The Sopranos é a série mais importante de todos os tempos

Sopranos não inventou a TV, não inventou as séries e muito menos os dramas. Mas foi depois de David Chase que tudo mudou, e se hoje você acumula um monte de coisa boa pra ver, a culpa é de Tony Soprano.

Flash é melhor que as séries Marvel/Netflix

Passou da hora da gente superar o fato que super herói é coisa pra criança e adolescente. Portanto, essa afetação em “ser séria”, “adulta” ou “violenta” vai na contramão do que significa ser um “herói”. Ao contrário das produções Marvel/Netflix que além de renegar sua essência e falhar miseravelmente em um drama sólido, Flash abraça a galhofa e toda falta de sentido dos quadrinhos.

Sons Of Anarchy é um drama médio com ótimas cenas de ação

SoA é um drama que por vezes beira o pastelão. Kurt Sutter teve dificuldade em encerrar sua obra justamente por falhar várias e várias vezes em avançar com o desenvolvimento de seus personagens. A série muitas vezes caia em uma repetição de temas que beiravam o insuportável. Ainda bem que ótimas cenas de ação e momentos de extrema violência tornam a série inesquecível.

A Netflix produz mais série ruim que boa

Pra cada House Of Cards nascem três Punhos de Ferro. A Netflix produz tanta coisa, mas tanta coisa que as chances de errar são grandes. E acontecem com mais frequência que a gente gostaria. Uma pena que uma Stranger Things é seguida de um Luke Cage.

A HBO ainda é imbatível


O FX tem um belo catálogo de séries originais, a AMC tem Mad Men e Breaking Bad, a Amazon começou a pouco tempo. Mas a verdade é que a HBO ainda é disparado melhor canal em produção de séries dramáticas. Imbatível.

Em alguns aspectos, Breaking Bad parece uma novela

Breaking Bad é sem dúvidas uma das melhores e mais criativas séries da história da televisão, porém é preciso aceitar que alguns momentos (principalmente na primeira e segunda temporada) poderiam ser facilmente encaixados em algum núcleo da novela das nove na Globo.

Game Of Thrones é melhor que os livros

Pessoal acha que é fácil adaptar pra uma série de 10 episódios de uma hora de duração cada, livros que mais parecem tijolos. E uma coisa é adaptar literalmente, outra é transformar em um épico televisivo como Game Of Thrones. Além de levar a obra de George R.R. Martin para o mainstream, a HBO fez algo melhor que a obra original.

Sense 8 só reproduz estereótipos

A série das Wachowski’s é adorada pelo público brasileiro, porém lá fora, não fez tanto sucesso e a segunda temporada é provavelmente a última. Apesar de tanto alvoroço sobre a diversidade, Sense 8 só reproduz estereótipos em uma tentativa de agradar um determinado público. Tudo isso dentro de um sci-fi bobo. Quer diversidade de verdade? Vá ver Orange Is The New Black

O final de LOST foi bom

Indiferente do que você ache de LOST, a série foi um ponto de virada na cultura pop. Se Sopranos modernizou os dramas, LOST criou o senso de comunidade e fidelidade dos fãs. Nem mesmo Game Of Thrones consegue mobilizar um grupo tão fanático. E o final da série é mal entendido. A mensagem é ótima e basta uma busca rápida no Google pra entender aquilo que é óbvio: no final todos se encontram em outro plano, não existem “dois mundos”.

FUI.

Posts Relacionados
  • 04/05/2017

  • Luide

Essa temporada de Better Call Saul se dedica a explorar lacunas de Breaking Bad

  • 03/05/2017

  • Luide

Deuses Americanos, do “mesmo cara que fez Hannibal”, começou bem

  • 27/04/2017

  • Luide

É impossível ser Nora Durst.