100 mil pessoas querem o básico: assistir a versão de Zack Snyder de Liga da Justiça

Assistir a versão de Snyder para Liga da Justiça se tornou uma obsessão dos fãs. E com razão.

Luide
Luide
24 de novembro de 2017

É inacreditável que o filme definitivo sobre os super heróis da DC esteja envolto em um poço de mistérios, especulações e rumores. A ideia de Zack Snyder para esse momento histórico para os fãs dos quadrinhos (e todo mundo que cresceu sendo exposto a esses personagens) foi completamente desmembrada e refeita em cima da hora. E com cenas de trailers que ficaram de fora, personagens cortados e o estúdio exigindo um tempo máximo de 2 horas de duração, é certo que mesmo se uma tragédia não tivesse afastado Snyder da direção, dificilmente veríamos sua Liga da Justiça.

Tudo bem que você odeia o Zack Snyder. Tudo bem que você odeia os filmes dele. Tudo bem. Não é sobre você. É sobre quem gosta, ou simplesmente, sobre assistir a um filme cuja a ideia original seja mantida. Se a Warner percebeu que errou ao escolher o “visionário diretor” para criar seu universo compartilhado, era melhor tê-lo demitido após Batman V Superman. Cobrar de Snyder uma visão alegre & divertida seria a mesma coisa que convidar o Faustão para apresentar o Jornal Nacional e não esperar por um “ô loco meu” depois de alguma reportagem sobre o governo Temer.

Já que o “erro” estava feito, o mínimo seria deixar que Snyder empregasse mais uma vez suas afetações e vícios, agora em todos os principais personagens desse universo. E bom, ele tinha tudo em mente. Essa semana um vazamento mostrou trechos inacabados de cenas para Cyborg e Flash, personagens que ficaram prejudicados e sem muito background. Com cenas importantes sobre eles retiradas, e Joss Whedon pegando o bonde andando e transformando todo mundo em adolescente de twitter (piada a cada 5 segundos).

Além disso, a forma como tudo se desenrolaria até o fim seria em um tom épico, coisa bem comum da parte de Snyder. Até o Lobo da Estepe, um dos piores vilões já vistos nos cinemas, teria uma motivação decente e um final de explodir cabeças, mostrando que ele não passou de um batedor que deslumbrou poderes maiores.

“Falando sério, eu gostei do filme, embora ele claramente não seja o que poderia ter sido graças à interferência da Warner Brothers e à comédia forçada. O tempo de filme foi meu maior problema, com eventos que deveriam levar muito tempo sendo terminados rapidamente; mas definitivamente ainda é um filme divertido de assistir e eu recomendo.” tuitou o desapontado Jett Elin, filho de Zack Snyder. Outros membros da produção se manifestaram em favor da versão original do diretor ser lançado em blu-ray, algo que dificilmente pode acontecer, já que também poderia soar desrespeitoso para com Joss Whedon, que no fim das contas, foi lá e fez o que mandaram.

De qualquer forma, a petição com mais de 100 mil assinaturas não pode ser ignorada, muito menos cair no deboche. Nesse momento são mais de 118 mil pessoas. Assine aqui.

Eu pagaria pra ver essa versão.

 

Seja doador e ajude o Amigos do Fórum a seguir crescendo!
Posts Relacionados
  • 18/10/2017

  • Luide

Os Meyerowitz: nem toda família é um exemplo

  • 10/10/2017

  • Luide

Jogo Perigoso: a violência imposta através do silêncio

  • 09/10/2017

  • Luide

Blade Runner 2049 e o poder de uma lembrança